REALMENTE, CRIANÇA TEM CADA UMA !


Ah, nossa infância!

Que tempo lindo, saudável, seguro, perto das mãos firmes e protetoras dos pais.


É outra existência, e até os sofrimentos são diferenciados , pois quando crianças, machucamos ao cairmos no chão, os cotovelos, os joelhos, as canelas, enfim vivemos todos ralados.
Ao crescermos, é diferente.

Ferimos a alma e a cicatrização leva muito mais tempo do que uma ferida aberta na pele de uma criança.

E ainda tem aquelas mordomias, como a daquele meu amigo que mamou no seio da mãe até os seis anos de idade e só parou porque o pai chegou para a mãe e deu-lhe uma decisão:

-Querida , ou ele ou eu – questionou o pai com um justo ar de revolta,caindo em prantos.
E a mãe com o coração apertado “tirou o peito” do garoto , pois afinal ela não tinha escolha, pois aquelas mamadas do filhão, em seus seios, já estavam realmente, com o prazo de validade vencido!
Todo menino tem uma tia bonita, uma prima muito mais velha, ou até aquela empregada de absoluta confiança da família que dá banho naquele mini-tarado, ensaboando-lhe fartamente, o todo e principalmente, as partes.

Elas quando vêem o piruzinho dele endurecer, pensam logo:

-Está com vontade de fazer xixi?

Então ele pensa:

-Xixi? - E responde que sim pois, não tem outra saída.
Então é levado para o vaso sanitário e a clássica pergunta:

-Acabou?

E o menino, sem dar aquelas clássicas sacudidelas,responde :

-Sim, acabei!

E nem ele sabe que interiormente, muito pelo contrário ,está tudo é começando pois, a borboleta começa a sair do casulo.


A infância é realmente, a fase maior das nossas melhores fantasias, dos desejos atendidos e também de uma santa ingenuidade que cativa e agrada muito aos adultos, como a daquele sobrinho que perguntava para a tia, porque ela não fazia a barba, pelo excesso de cabelo, existente e que se transformava num bigode.

Coitada!
Mas criança é criança , fala mesmo!
E um belo dia de Natal aquele garoto muito otimista e feliz com Papai Noel, ao ver uma lata cheia de cocô de cavalo sobre a sua janela, sai gritando pela rua, inflando as veias do pescoço, numa incontida felicidade, fantasiosa e extremada.

-Oba pessoal, ganhei um cavalo, ganhei um cavalo!
Depois a gente cresce e a maioria nem tem tempo mais de olhar para as janelas e muito menos, através delas.

35 comentários:

Estar ou Não Estar disse...

É bons tempos, a infância é muito mais do que isso é a época das revoltas, é a época que nos sentimos seguros, é a época de contradizer o que lhe é dito. Talvez a vida fosse muito mais interessante se tudo fosse como o filme "O Curioso Caso de Benjamin Button" nascemos velhos e morremos como um bebe.

Um Abraço do Macaco.

http://tobeornotestar.blogspot.com/

*Mi§§ §impatia* disse...

Hum querido, seu texto me deixou com tantas saudade de quando eu era pirralhinha rsss
E saudade de ti tb viu? Como vc tá? Ve se vai me visitar né?rs
Beijos.

dja disse...

Quando a gente é criança quer ser adulto
Como somos bobos
Eu tento conservar ainda apesar dos tombos.

Beijos cariocas doces.

Paulo tem mimo pra vc lá em casa, pega lá, tá.

soniaconsult disse...

É verdade Paulo, a infância é o melhor período de nossas vidas! Pena que a gente não sabia e queria tanto crescer!
E agora não tem como voltar atrás.
Um abraço fraterno.

Daniel Savio disse...

Todo mundo crescer, mas alguns, tem mais sorte de crescerem apenas quando são realmente adultos (não quando são crianças para assumir responsabilidade de adultos)...

Fique com Deus, menino Paula Tamburro.
Um abraço.

B*V disse...

Q saudades senti agora da minha infancia... que vontade voltar a ser realmente irresponsável sem ter peso na consciencia depois... bjs c cuida.

Vera Lucia Marques disse...

Muito bom! Consegues ser engraçado mesmo falando sério...Quando estou precisando dar uma boa gargalhada, venho direto para esse teu blog!...Abrs!

luciene da motta ferreira disse...

a infãncia é a melhor época da vida, a gente era felizes e não sabia... abraços.

Mari Amorim disse...

Paulo,
vir aqui é alegria garantida,saudades de seus comentários bem humorados
Obrigada pelo carinho,Boas energias,paz.saúde.luz!Excelente Carnaval!
bjs,
Mari

Rachel disse...

Aplausos...bravo!

Olha me divirto muito atualmente com meu filho de 4 aninhos, ele viaja na sua geração Ben 10, viva a força alinígena!!! E nós dois nos unimos ao nosso cachorrinho e ta feita a festa. Reunindo com os priminhos vira playground. Mas, mesmo eu sendo moleca, adore uma correria de criança, agora tenho minha correria da fase adulta, então para mim, não será mais a mesma coisa. Então, viva a vida da criançada e nossos cachorrinhos.

Abraço aberto, no formato da minha linda cidade!

disse...

Oie
Passando pra desejar um ótimo carnaval.... pra folia ou pra descanso!!!
Beijossss

hesseherre disse...

Paulo, favor juntar todos estes comentários acima e botar meu nome em baixo...O que mais dizer?
Ah! sim, uma falha: em 1876 não havia código de barras...kkkkkkk

Priscila Leandro Pacheco disse...

É... saudade de olhar pela janela e imaginar mil aventuras...

Elcio Tuiribepi disse...

Olá amigo, obrigado por sua presença lá no Verseiro, de muito bom gosto seu blog, todas as suas narrativas sobre as crianças são pertinentes, mas um detalhe não me passou em branco, tive 13 mães de leite, não tive como não lembrar...rs...parece mentira, mas é verdade...
Um abraço na alma...bom feriadão...

Talita Oliveira disse...

Olá, fico feliz por você estar "seguindo" o meu blog !
Abraços. (:

- Creio que, depois dessa "matéria", todos sentiram saudade da infância ... Bons tempos.

morena flor disse...

oi anjo vim agradecer pelo comentario e por estar me seguindo..de vez em quando estarei postando videos de apresentaçoes de dança do ventre se quiser pode dar uma olhada tah... obrigada bjs......
fique a vontade para dar opinioes ou sugestoes tah paulo...bjs

Diário das Garotas disse...

Olá Paulo, Fico Feliz por ter gostado do blog. Se tiver mais interesse... http://diariodasgarotasmc.blogspot.com/
http://actorsteen.blogspot.com/

Muito Obrigada pela visita!

Leo Carioca disse...

Olha, eu acho que na infância as coisas são mais fáceis, mas isso não quer dizer que sejam melhores.
Eu não trocaria hoje por ontem.

Isaías Souza disse...

Ah tempo bom! Ótimo texto. Me vez viajar e reviver ótimos sentimentos. Parabéns mais uma vez!

Abraços do http:sofadoisaias.blogspot.com!

Valéria Russo disse...

PAULO...
vim retribuir sua visita e dizer que ri muito e adorei o texto...nada como a verdade das crianças....saudades da infancia...
estarei por aqui tb.
volte sempre ao uivo da loba.
bjuivos no seu coração.
lindos dias em sua vida.
loba.

Suuu disse...

Olá Paulo.
Adorei o texto, vou ler o resto do blog.
beijão

Lohanna disse...

heey Paulo vc é realmente incrivel, to adorando vc me seguindo, rs se quiser depois deixa o email, ou msn ou facebook lá, pode ser? beijão.

Audrey Andrade disse...

Desse jeito, menino PAULO!
Quem nos dera ser como crianças, desnudos de sentimentos ruins e prontos para encarar tudo, sem medo.
Bom, tenho dois lá em casa, que ufa! Haja imaginação e criatividade para se divertir, brincar e ser feliz! Sem contar que tenho também uma criança dentro de mim que não cresce! E eu gosto disso!
Como sempre, menino PAULO, é uma delícia viajar nos seus textos! Estou com saudades de nosso contato!
Vou te confessar uma coisa, um “segredo”: Adoroooo seus textos, seus comentários!

Meu carinho!
http://pequenocaminho.blogspot.com

soniaconslt disse...

Quer ir a uma festa?
Tem um convite pra lá de especial no trocando idéias, conto com a presença de todos!
E não aceito desculpas!!
Então vamos ver o convite?

Marcinha disse...

Nada mais belo que a pureza das crianças....Voltar a ser não podemos mas, podemos aprender com elas e nos tornarmos melhores do que somos...
Puros e sinceros de coração....
Amei o seu blog...me tornei seguidora...
Bjks

Lilly disse...

Olá!
Adorei suas postagens. Tá de parabéns ^^

Capitu - RJ disse...

Olá, Paulo!
Espero que ainda se lembre da Capitu aqui...
Prometi que retribuiria sua visita ao meu blog e cá estou; demorou um pouquinho, eu sei, mas o livro que estou trabalhando está em fase de conclusão e isso requer mais dedicação e tempo.
Mas, amei e me diverti com tudo o que li e vi por aqui! Trouxe leveza ao meu tribulado dia!
Bjú!

Geisa Machado disse...

Nossa! Este texto mexeu comigo. É claro que todas as fases da vida têm seu encanto, mas ao ler o que vc escreveu eu me lembrei da minha infância onde as pessoas que eu amava estavam vivas. Xi! Acho que fiquei um pouco melancólica. rsrs
Bjussss

hesseherre disse...

VOCÊ CADA VEZ MAIS ESCREVE GOSTOSO COMO SORRISO DE CRIANÇA AO GANHAR SEUS PRESENTES DE NATAL...
E ESCREVE COMO CRIANÇA GRANDE E PURA, FAZENDO TODO MUNDO SORRIR...
QUE BOM QUE V. EXISTE, PAULINHO.

Mirella Azenha disse...

"O que é escrito com esforço é lido com prazer" releitura de Samuel Johnson

Lindo esse texto!

Lua Negra disse...

OLÁ PAULO

PASSEI PRA DIZER OLÁ, E QUE VOCÊ TÁ CADA VEZ MELHOR NAS SUAS CRÔNICAS.

BEIJOS

LUASNEGRA

Marcia Mesquita disse...

Olá meu mais novo amigo, seguidor...aqui é seguidor, né? Amigo acho que é só no orkut. Eu que pensei que esse negócio de Blog não fosse dar certo, acho que vai dar sim.
Estou nesse meio, 'internet', por motivos quase que alheios à minha vontade.
Gosto de gente, e de saber o que se passa em suas cabecinhas, seu Blog é de humor, mas sua sensibilidade e poesia estão nítidas, basta só ler esse trecho:
Ao crescermos, é diferente.
"Ferimos a alma e a cicatrização leva muito mais tempo do que uma ferida aberta na pele de uma criança."
Espero que possamos ter uma ótima convivência por aqui.
Abraços fraternos,
Marcia Mesquita

Lua Negra disse...

OLÁ PAULO
OLHA QUE BESTA QUE EU SOU. ESTOU TÃO FELIZ COMO O MEU NOVO BLOG (OUTRO HAHAHA), QUE ACABEI DE DEIXAR UM RECADO PRA VOCÊ SOBRE ELE EM UMA POSTAGEM SUA DE 2010.(QUANDO OS NOTICIÁRIOS CAUSAM INTOXICAÇÃO), E É CLARO QUE EU JÁ TINHA PASSADO POR ELA.

NÃO VOU REPETIR. LEIA E DEPOIS ME DÊ SUA OPINIÃO SE TIVER TEMPO.

ABRAÇOS, LUA.

Fabiana Lopes disse...

Achei suas cronicas muito bem humoradas, me fazem rir com vontade.

Pocahontas disse...

Passando apenas para deseja uma ótima noite!!!!
Bjossssssss