GAROTAS DE PROGRAMAS E OUTRAS TRAIÇÕES.














Era um tempo que o tempo levou e já faz algum tempo, no qual, garota de programa era somente a moça que interagia com as emissoras de radio, dizendo e ouvindo gracinhas dos apresentadores, em geral tão imbecilizados, quanto elas.
E não eram só radio ouvintes eram, também garotas de programa de auditório de televisão, muito bem ensaiadas, gritavam e agitavam os braçinhos, as mãozinhas, jogando a cabecinhas de um lado para outro, cantando musicas bem ensaiadas , principalmente, nos programas de auditório da Radio Nacional.


Enfim, notabilizaram - se, como colegas de trabalho.


No entanto, tudo evolui. A presença humana no planeta é uma sucessão de conquistas épicas, e a garota que só dava aplauso gratuito, passou a dar agora, prazer remunerado.


Saiu do anonimato, invadiu as ruas, os becos, avenidas e as praças, semeando lascivas de amor orgástico aos "moços" .


Tão intrigante quanto à perfeição da mecânica celeste ou as combinações da engenharia genética é, no entanto, determinar quem são estes fregueses que optam pela remuneração dos prazeres da carne num mercado, no qual, abundam as ofertas gratuitas?

Consultamos as mais variadas fontes e não chegamos a nenhuma conclusão, a não ser a de que, “vareia, vareia” muito!


Garotas de programa, adjetivação pós - moderna desta civilização globalizada, eram cognominadas em Roma antiga e, até bem antes, de prostituta, meretriz, putana e outras. O grande diferencial da profissional contemporânea do sexo e, suas antepassadas, é que investem pesado na mídia, na edição de livros e revistas, apresentando-se como especialistas do prazer, na sua maioria sabem até falar corretamente, sem aquelas horrorosas tijoladas vernaculares do tipo: ”agente fomos” ou o mais popular: ”pobrema” e, não tem cara de prostitutas.




Como as mulheres do imperador romano César que além de honestas tinham que ter cara de honestas, as garotas de programa, não são lá estas perólas em matéria de conduta ilibada, no entanto, todas têm cara de menininhas normalistas. As futuras professorinhas do Brasil, mas é só a cara!




Isto não acontecia com a meretriz de ontem. Além de cara de mundanas, levavam seus fregueses, não como se faz modernamente, para motéis de luxo, e sim para suas alcovas que eram escuras e apertadas, na qual só cabiam uma cama e aquela famosa penteadeira com espelho.




Não faltava, também, recipiente com álcool para a assepsia ardorosa- ardia mesmo!-das genitálias, aquele indefectível rolo de papel higiênico de folhas pardas e grossas sobre a mesinha de cabeceira, além da latinha de vaselina, produtos de beleza da Coty, pó de arroz Royal Bryar, Polvilho anti-séptico Granado, Leite de Colônia, e muitos batons de cores extravagantes da Cashmere Bouquet.


O freguês - hoje elevado à categoria de cliente - nem tinha ainda deitado e a profissional já determinava:


-Não demora!



Eram em geral mulheres pouco atraentes,as primeiras a conquistarem fama eram polacas, branquicelas e gordas. Andavam de bonde e suas fotos na mídia só apareciam em casos de tragédias. Hoje, as garotas de programa, saem das capas de revistas masculinas direto para a cama. Não necessariamente, nesta ordem, mas os tempos mudaram! Manequins, modelos, ex - miss isso, ex-rainha daquilo, deitam, rolam e faturam. Fazem filmes pornográficos, e exibem-se em todos os programas de televisão populares o que lhes dá um glamour, muito diferenciado daquelas antigas colegas que ficavam correndo da policia no meio da rua.


Enfim, para este grupo,hoje ser prostituta é uma festa!


Elas descobriram que na era da informação, comunicar é faturar. Anunciam em todos os jornais e escrevem livros sobre o que já fizeram, fazem e, ainda irão fazer neste imenso portal da libertinagem humana. Algumas delas tornaram-se até consultoras sentimentais, pois seus livros são autênticos decálogos para salvar os casamentos, incrementar relacionamento, e descobrirem, definitivamente o conceito de ponto G, ou seja: Grana,em leque para poder até se abanar!

Estas modernas vendedoras de sonhos invadiram também a internet.Por exemplo, só em um dos milhares de sites pesquisados pela nossa equipe - formada de colegiais, adultos, sindicalistas desempregados e executivos tarados - o http://www.arregaça.com.br tivemos acesso a 1.112.875 fotos de garotas de programa e 976.400 clipes de apresentação das mercadorias, expostas e divididas em centenas de categorias, dentre as quais se destacam: mature, teens, handjob, amateur, fetish, nurse, incest, scholgirl, gay, facial e latina entre tantas outras.


Nestas pedagógicas categorias, os clientes, têm à sua disposição fotos, filmes e uma quantidade de vírus enorme que podem colocar seu computador fora do ar. Nisso também houve um grande avanço, pois estas são as modernas doenças venéreas da informática.


Muito interessante é destacar que a criatividade e tecnologia, transformaram, até inocentes e singelos desenhos animados em inesgotável fonte de prazer: os famosos hentai destes tarados japoneses. Nem dá para ter saudade da gata borralheira e chapeuzinho vermelho, porque, elas também se adaptaram a estes desempenhos menos simplórios, românticos e inocentes.


Apesar do amplo mercado de garotas e garotos de programa a equipe de pesquisa não conseguiu ver nenhum filme pornô do Tom&jerry. Talvez em respeito a uma velha amizade eles tenham decidido não aceitar, comer um ao outro. Aliás, esta é uma atitude respeitosa que deveria ser seguida pelo Batman&Robin.



O mais hilário de tudo é aquela rigorosa proibição para se ter acesso: “Se você tem menos de 18 anos fica expressamente, proibido o acesso a estas páginas”.A garotada acha muita graça desta proibição e tem cada vez mais, a absoluta certeza que, os adultos são muito mais idiotas do que eles podiam crer.


Por outro lado, se você “é de maior”, vá depressa, porque apesar da média de vida do ser humano ter aumentado muito, certamente, pela infinidade de informações disponíveis nestes sites, é provável que antes, você possa pesquisar tudo, comparar todas as “ofertas”, ver todas as fotos e clipes, escolher os preços e as incontáveis tabelas de promoções, repito, é provável que a velhice não lhe dê tempo de completar esta obra, certamente muitíssimo complexa do que a construção da muralha da china ou aquelas majestosas pirâmides do Egito.


No entanto, toda esta evolução foi tão rápida que ainda não foi assimilada por todos, e episódios como daquele cidadão que chegou ao Rio de Janeiro vindo do interior de Minas com seu velho carro de estimação, e caiu direto nas paginas de classificados, onde se lia:





Abertolina, honesta, altamente profissional, sabe o que faz para quem gosta que faça certo. Trabalha com todos os acessórios nacionais, importados e paraguaios”.



Imediatamente telefonou:


-Alô, é da parte da Sra. Abertolina?


-É ela mesma. Em que posso servi-lo.


- Cê tá boa?


-Boa e cheirosinha...


-Dona Abertolina, cheguei de carro, de uma viagem lá das bandas do interior das Minas Gerais e tô precisando de uns "trem" aí da senhora...





-Entendi está precisando de um relax, uma lanternagem...


-Também, mas principalmente, de alguns acessórios.


-Procurou a pessoa certa, trabalho com todos deles. O senhor é hetero, homo ou bi?


-Sou Galo, desde criancinha e detesto o Cruzeiro! Time é o meu galo, o Atlético mineiro, sô e aqui no Rio de janeiro sou Vascão da Gama.

-Adoro isto. Você deve ter um tremendo peixão! (risos)


-Peixe não, uai, sou é Galo. Peixe é o pessoal do Santos. Sô minerin, Atlético! (mais risos).

-Tá, mais isto é detalhe, quer uma correia...


-Não correia não...


-Então alguma coisa por trás?


-Não atrás, não afetou, está tudo bem...


-Quer marcar uma sauna, uma ducha?


-Não senhora, o carro tá bem lavadinho...


-Ô galo,mineirinho, dá para ser mais explícito, meu filho eu estou trabalhando.


-Desculpe estar tomando seu tempo, vê se a senhora têm aí o farol direito, a lanterna esquerda e o retrovisor interno do Opala 83...


-O que??? - a garota de programa bateu o telefone furiosa e do outro lado o mineiro estranhava:


-Uai, que muiê disintendida sô, pensa que me assusto feito macaquinho?

8 comentários:

Mylla Coelho disse...

Kkkk adorei, oi amigo estive sumida por muito tempo, mas estou de volta à todo vapor e c/ blog novo, só p/ passar o tempo e trocar umas idéias, seus textos estão ótimos, cada vez melhores e eu estarei sempre por aqui! Bjs, Mylla.

Paulo Tamburro. disse...

Oi Mylla,

que ótima notícia e um excelente retorno.

Vou rapidinho pra lá.

Abração carioca.

Lêh disse...

Muito inteligente e engraçado o modo como você abordou o tema..rs
gostei muito. meu Blog se chamava "apenas detalhes" mudei o nome e com isso sumiram muitos blog que eu seguia. mas consegui te achar.
beijos ;*

Paulo Tamburro. disse...

OI LÊH,

que bom isso ter aontecido e estar de novo aqui.

Vou lá para o seu blog.

Um abração carioca.

claudete disse...

Paulo estou rindo até gora, falando sério, apreciei muito seu city tour pela vida das mudanas de antigamente e de hoje, show! agora o minerim, foi demais! Abraços e bom domingo. Andei sumida por questões de ordem técnica.

Paulo Tamburro. disse...

OI CLAUDETE,

espero que tenha feito, nesta parada técnica, todos os reparos necessários para nunca mais nos deixar, pelos próximos 100 anos.kkk

Tô pedindo muito?

Um abração carioca.

Cynthia (Astroterapia Junguiana) disse...

Isso é a globalização, hahaha, as pessoas estão fazendo tudo e ao mesmo tempo nada. Foi muito criativo e real. Cynthia

Jac Bagis disse...

adorei como o tema foi abordado, com o antes e depois... em relação ao antes, eu nunca imaginaria um "jogar alcool nas partes genitais"... ui...