VOU ESCREVER O QUE PENSO SOBRE AS MULHERES!






( in memoriam )


Permitam que eu fuja, só nesta postagem, da essência dos textos que caracterizam este blog.


Mas vou falar das mulheres e ...Tudo!

Para um cara como eu que mamou até quase os cinco anos, e só parou porque meu pai exigiu da minha mãe uma definição, tipo ou ele ou eu, é muito emotivo falar de mulher.

Então, vamos começar pela minha mãe.

Quantos momentos de ternura, carinho e amor eu me omiti, em relação a ela. Afinal estava tão próxima que parecia que um abraço mais apertado, um beijo mais demorado e uns afetos mais constantes, não eram tão necessários assim.

Eram, e com eram!


Quando ela se foi, caiu a ficha e fui tão covarde que não a conseguia vê-la na lápide fria do cemitério.


Dizer que o tempo apaga a dor e a saudade daquela que me colocou no mundo é uma deslavada mentira. De uma mulher que se anulou para formar, formar um homem de bem... Mãe é inesquecível!


As mulheres são úteros abençoados, que Deus priorizou para que a humanidade se perpetuasse.
A gravidez é o momento mais sublime de uma mulher e não tem como a gente não se emocionar, e só olhar aquele barrigão e pensar: Já estive ali, no ventre aconchegante de uma outra mulher.


Elas são mais ponderadas, humanas, sábias, equacionam melhores os conflitos, são mais solidárias e exalam ternura e perdão por todos os poros.


Se dependessem dos homens para terem filhos, a humanidade não existiria!


E amamentar, quando isto é possível, é um momento mágico que transcende qualquer outro quadro, de qualquer outro pintor, seja ele o mais famoso.


Sofrem, sim!


Nos relacionamentos afetivos é sempre a parte que sai mais machucada, e em geral coloca em si mesma a razão do seu sofrimento, mesmo tendo convivido com um crápula.


Como profissionais, as mulheres têm se destacado de forma exuberante e vejam, quantas Chefes de Estado são mulheres.


Mas, continuam a ser pouco remuneradas, profissionalmente, em relação ao mesmo trabalho que os homens desenvolvem.


Mulher não é flor, não é caixa de bombom, muito menos jantar fora, ganhar presentes, carro zero quilômetro, anel precioso, nada disso: Mulher é a dimensão transcendental de nossas vidas, extrapola o material, o palpável.


Vocês são o lado mais bonito do por do sol, os maiores benefícios que as chuvas trazem, o encanto de nossas paisagens que vegetação nenhuma é capaz de dar tanta beleza, e nenhum canto de pássaro é mais sonoro que as suas vozes.


E vocês que são filhos, ame-as intensamente, vocês que são seus companheiros, maridos, enfim: Respeitem!


Mãe desculpe-me por ter sido tão covarde!


Um dia estaremos, novamente, juntos.

48 comentários:

Cynthia (Astroterapia Junguiana) disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
PERSEVERÂNÇA disse...

Grande abraço fraternal.
Nicinha

Paulo Tamburro. disse...

CYNTHIA,

obrigado pela presença.

Abração carioca.

Paulo Tamburro. disse...

PERSEVERÂNÇA,

outro prá você,Nicinha!

ANDREIA disse...

Que isso? Que texto é esse?
A não....
Fiquei emocionada com seu texto, já está lá no meu blog, isso tem que ser repassado, beijos mineiros pra vc.

Andreia

Paulo Tamburro. disse...

ANDREIA,

você sempre tão atenciosa, amiga e generosa comigo.

Sempre.

Um abração carioca nesta mineira.

Claudia Santos disse...

Olá Paulo,
cá estou eu..emocionada.
Nossa,seu texto é de uma beleza ímpar,
pensei em tanta coisa,na minha mãe,na saudade que sinto dela,nas minhas irmãs,em mim...Só você mesmo para falar da mulher de uma forma tão sensível e bonita.
Um beijo em ti,meu amigo com imensa admiração.
=)

Paulo Tamburro. disse...

CLAUDIA, é muito bom ter você sempre por aqui, não só meus textos ficam melhores,como também, até as nossas saudades, a gente pode trocar.

Abração carioca.

ibagis disse...

Bom dia Paulo!

Acabei de ler esse tecto no blog da Andreia Fargnoli e achei fantástico! Adorei!

Aproveitando pra conhecer o teu cantinho!

bjksssssssss

Paulo Tamburro. disse...

IBAGIS,

Andreia, é uma generosa amiga nossa e publicou o texto no seu blog e que bom você ter lido, gostado e ter vindo aqui fazer seu comentário.

Os blogues servem para isso:Interatividade.

Um abração carioca e muito obrigado,IBAGIS.

Jac Bagis disse...

Olá Paulo,

Vim agradecer o carinho! Obrigada por seguir meu blog e acredito que daqui para frente haverá muita interatividade entre nossos blogs.

Um abração da sua mais nova seguidora do Sul

Jac Bagis

Paulo Tamburro. disse...

JAC BAGIS,

sem dúvida que o seu blog é espetacular e recomendo mesmo, pelas variedades e conteúdos inteligentes.

Um abração carioca e vamos interagir , sim!

Lufe disse...

Paulo,

Um texto emocionante.
Quanto a gente perde ao não evidenciarmos todo o nosso amor ao vivo e a cores, estando ela ainda viva. Infelizmente são momentos irrecuperaveis. Quem sabe tudo não sera recuperado no reencontro....

um abraço

Cristina Almeida disse...

Bom dia Paulo!
Lindo texto, quão bom seria se todos os homens pensassem assim!
Beijo no coração
Cris
www.cristinaadiemla.blogspot.com

Zerfas disse...

Eu fiquei e estou emocionada com seu texto. Lindo!!
Mães e Pais são sempre especiais na vida dos filhos.
Mas com certeza a Mãe sempre é mais especial, ninguém nasce sem mãe, contudo, muitos não conhecem o pai.
taí a essência da mulher é o poder de ser mãe.

Paulo Tamburro. disse...

Olá Cristina,

Obrigado,e outro beijo no seu coração também!

Abração carioca.

Paulo Tamburro. disse...

LUFE,

com certeza, tudo será recuperado no reecontro.

Um abração carioca e gosto muito do seu blog botequim:

http://butecodolufe.blogspot.com.br

Paulo Tamburro. disse...

OLÁ ZERFAS,

você tocou no ponto mágico da vida,da mãe e do filhos.

Mãe é uma dimensão maior,algo tão lindo como os olhos verdes que minha mãe tinha.

Um abraço amiga!

Sérgio Santos disse...

Belo texto, Paulo! Mãe tem um amor incondicional por um filho e o filho tem o mesmo amor pela mãe. Pelo menos deveria ser assim sempre. Parabéns pelo blog!

Cynthia Lopes disse...

Gostei, mas todos nós temos problemas com mãe e pai, afinal, eles são os responsáveis por nós durante muito tempo, são nossos principais exemplos, e não são perfeitos. O problema é que há sempre aquele período em que nós nos achamos perfeitos, né? Ainda bem que crescemos! bjs

Cidinha Marieci disse...

Uauuuuuuu!!
Eu sempre me arrependo de ter demorado tanto a visitar a sua página, é só eu começar a ler qualquer um dos seus textos!
Parabéns de novo e sempre..

Abraço paulistano

Paulo Tamburro. disse...

CYNTHIA,

então amiga,acho que você foi extremamente, precisa quando disse:

"Ainda bem que crescemos!"

Um abração carioca e fiquei muito feliz , por aqui.Creia!

Paulo Tamburro. disse...

CIDINHA MARIECI,

obrigado.

Sempre generosa.

E alguém como você com um blog inteligente e imperdível como o seu, só valoriza mais ainda,o nosso Humor em Textos!

Abração carioca.

Amora Lys disse...

Gostei muito desse texto. Seria ótimo se mais homens começassem a ver as mulheres assim. Isso mostra que vc é um homem bem resolvido com vc mesmo.

{Savannah}_Vidär disse...

Bom Dia,

Que lindo texto. Parabéns.

CIRA disse...

Oi!! O tempo passa rápido e só hoje vi seu comentário no meu blog. Postei um link no facebook. Sabe ?, nós todos, seres humanos lamentamos coisas que não fizemos a nossos pais, eu também faço parte deste grande grupo. O importante é reconhecer o que foi feito e tentar não fazer com outras pessoas que muitas vezes são nossos pais passageiros e não de sangue. Achei tudo lindo. Agradeço seu comentário em meu blog. Abrações CIRA

Paulo Tamburro. disse...

Savannah Vidar.

Seja bem-vinda e com certeza,em clima de muitas trocas.

Um abração carioca.

Paulo Tamburro. disse...

CIRA,

seu blogues sõ muito bons, mesmo!

Um abração carioca.

Miriam Miranda disse...

Sensível demais! Parabéns!
Visita retribuida e compartilhada no meu FACE, Ok? Saudações de paz, amor e arte.

Paulo Tamburro. disse...

Oi MIRIAM,

não participo de nenhuma outra rede social, a não ser meus blogues.

Mas agradeço a generosidade deste compartilhamento no FACE.

Um abração carioca, minha conterrânea!

Myletti disse...

Já sou seguidora e de carteirinha!! Nossa.... que texto magnífico!!!
Toca a alma e nos faz pensar e refletir em nosso atos com a pessoa que mais devereia receber amor... nossa mãe!!
ADOREI!!!!!
Vou estar sempre por aki!!!!

Paulo Tamburro. disse...

Então, MYLLETI,

obrigado pelo entusiasmo,carinho e isso me gratifica!

Realmente, seu comentário era tudo que eu esperava em relação ao tema proposto.

Um abração carioca,minha conterrânea e seja muito bem-vinda!

Luana Correa disse...

Eu estou nesse aqui, não no outro! ^^
Vou seguir lá também, ok?
Bye!!!

Paulo Tamburro. disse...

OI LUANA,

KKKKKKKKKKKKK como é bom ter você por todo os lados.

Abração carioca.

Barbie Californiana disse...

Que texto emotivo... mãe é tudo e mais um pouco... abraços e lindo restinho de semana.

Paulo Tamburro. disse...

Barbie California,

pois é, às vezes a gente até acerta, a mão digita o que realmente queremos...

Seja bem-vinda.

Um abração carioca!

Nanda Assis disse...

entende de mulher hein!! amei o texto, alias todos!!

bjos...

Marly Bastos disse...

Paulo, um texto lindo em homenagem às mulheres e principalmente à mulher que "da nossa vida".
Mãe é isso " mulher da nossa vida"! Deu nos a oportunidade de existir, de sobreviver(penso que criança tem vezes que é tão chatinha que se nao fosse pelo amor incondicional das mães, elas nao sobreviveriam...)E claro, formam homens de bem. Eu ainda tenho minha mãe, e penso que ela é pra sempre, aliás mãe nao devia morrer...
Mas, mesmo que partam, ficam pra sempre em nós, e creio que fica uma saudade tremenda, pois não é a saudade " o amor que fica?"
Maravilhoso seu texto Paulo! Ou quer que eu minta?(acho que aqui nao tem essa viradinha né?kkkkkkkk)
Beijokas doces!

PS: Bezerrão, mamando até 5 anos!

Paulo Tamburro. disse...

Olá,NANDA,

pois é, a gente se esforça um pouquinho, né? (rs)

Abração carioca!

Paulo Tamburro. disse...

MARLY,

é verdade tremendo bezerrão!(kkkk)

Quer coisa mais maravilhosa?

E esta definição de saudade como sendo "o amor que fica" é definitiva.

Abração carioca.

Sueli disse...

Paulito, que demais! Espero que sua mamãe, por qualquer via que seja, consiga receber essa mensagem. E acho que você não foi covarde, não. Fez uma opção apenas: lembrar-se dela com vida, pois com vida ela ainda estava aqui. Depois que a alma se foi, o corpo é apenas uma carcaça. Não existe vida ali. E onde não existe vida, nada existe. O seu sentimento que ainda perdura vale muito mais que qualquer presença física. Abração!

Paulo Tamburro. disse...

OI SUELI,

sempre que você aparece é muito bom e me lembro da BENKÓ BIG BAND.

Um abração carioca.

claudete disse...

Paulo mãe não perdoa nunca um filho porque coração de mãe é amor com A maiúsculo ela sempre compreende ...texto esplendoroso e com certeza onde estiver a mama estará sorrindo de um canto a outro orgulhosa deste filhão querido e muito amado. te agradeço , como mulher, pela parte que me toca. Abraços.

Paulo Tamburro. disse...

Então Claudete,

é extamente isso, pois,quando homenageanos uma, na realidade estamos homenageando todas s mulheres do mundo.

Um abração carioca.

Paulo Tamburro. disse...

OLÁ CLAUDETE,

é muito bom realizarmos desejos e e muito melhor ainda, quando estamos acompanhados de pessoas próximas e queridas.

Neste caso aconteceu tudo isso, junto e misturado, portanto, nada de melhor poderia ter acontecido.

Um abração carioca.

Lucy Rielo disse...

Poxa, obrigada pelo comentário deixado, estou dando cara nova ao espaço e adorei o seu texto, mais emoção impossível. Acompanharei sim com certeza. Um abraço e boa semana.

Paulo Tamburro. disse...

Oi Lucy Rielo,

obrigado e seja bem-vinda!!!

Um abração carioca.

Márcia Leite disse...

Vim checar, Paulo Tamburro, e não é que encontrei? E estava aqui, ainda antes da intenção pós-comentário! Uma beleza de homenagem às mulheres. Filhos deveriam ler este teu texto, antes que o tempo passe tão completamente que fique tarde para concretudes. abs