REGRAS PRÁTICAS DE ETIQUETAS PARA AS ATUAIS SITUAÇÕES DE RISCO.



Priscas eras, sinônimo de antigamente, víamos na mídia notórios e competentes profissionais que nos ensinavam até a comer escargot com aqueles malditos alicates e confesso que, sempre fui campeão em arremessá-los à distância, tipo: Escargot ao alvo!
Em restaurantes japoneses os pauzinhos eram a matéria prima dos ensinamentos dos profissionais das etiquetas.
E deitavam falação de como deveríamos sentar à mesa, onde colocar o guardanapo, a posição certa das dezenas de copos para água, vinho, licor, além de qual talher gostava da companhia de quais outros e que, outros deveriam ficar longe dos outros quais. Complicado? É complicado assim mesmo e, por esta razão que comer com a mão fazendo bolinhos com arroz, feijão e farinha, é muito mais fácil.
Adoro!



Os tempos mudaram, novas tendências, modismos diferentes e a sociedade dos bem educados modos de como sentar-se à mesa, agora devem ser acrescidos aos bons modos de decorar sim, outras regras, aquelas que o impediram de ir mais cedo para o descanso final.
Então,caso seja a bola da vez de um sinistro tão comum nestes dias de violências explicitas e em qualquer lugar que isto aconteça, lembre de ter os seguintes comportamentos:
-Ande sempre com dinheiro suficiente na carteira, para não despertar a ira e decepção dos profissionais da coleta de fundos;
-Solicite dos bancos, múltiplos cartões e abra diversas contas, pois aquele que está lhe surrupiando deseja muita fartura e diversificadas oportunidades de saques rápidos e substanciais.
-Os vidros do carro deverão estar sempre abertos em sinal de boa vontade, afinal, que adianta andar com eles fechados e com filmes tão escuros que ninguém de fora consegue ver você? Isto é falta de educação. O vidro será aberto de qualquer maneira mesmo, então seja prático!
-Como tem sido cada vez mais comuns assaltos seguidos de estupro, o mercado já dispõe hoje de agência de modelos tanto femininos quanto masculinos estupráveis, a maioria bilíngues e cobram por hora. Ou seja, sempre que for pegar o seu carro para ir trabalhar, viajar ou fruir horas de lazer merecido, coloque ao lado este tipo de profissional que, sabe dar o que os marginais querem além do vil metal. Seus familiares deverão nestes casos, viajarem na mala.



-Na sua residência, lembre-se sempre de colar no cofre, em material plastificado, a senha ou segredo que o abrirá facilmente. Na maioria dos casos está comprovado que, um inútil nervosismo poderá tomar conta de você esquecendo tudo e além de perder o dinheiro, eles costumam nestas suas falhas imperdoáveis, dar poderosas coronhadas na sua cabeça o que lhe causará dores insuportáveis e desnecessárias.
-Na residência, também, jamais pense em ter um cão de guarda, por duas razões: os assaltantes tomam isso como uma provocação indesculpável e atualmente, eles usam um carteiro como isca e enquanto, o pobre diabo é mordido pelo seu raivoso pitbull eles entram tranquilamente. Participe então da campanha: “Poupe os nossos carteiros”.

-E o ensinamento de etiqueta final: Não pense em equipar sua residência com aquela parafernália de equipamentos de segurança, pois, ira acontecer com você o mesmo que  aconteceu com aquele meu amigo engenheiro eletrônico que, colocou câmeras espalhadas por todos os cantos possíveis da casa. Sempre que saía deixava o caseiro monitorando aquele monte de vídeos que mostravam tudo que era necessário num completo ângulo de trezentos e sessenta graus.
Pois bem, além, de ter sido assaltado, passou por um terrível constrangimento de ainda ser obrigado a ter que ver, na delegacia, toda a gravação, do “assalto-show” na sua casa, com duração, aproximada, de trinta minutos feita exatamente, com seu equipamento com alta definição de cor , imagem e som de última geração.
Uma cena degradante, pois num determinado momento do assalto via-se o caseiro sendo obrigado pelos marginais a rebolar com a bunda virada para a câmera no melhor estilo, dançarino de funk e remexendo-se na velocidade três,quatro,cinco e o escambau.
Havia musica e coreografia profissional e uma iluminação extraordinária!




8 comentários:

sub helena disse...

Paulo, um assunto sério tratado com um humor inteligente. Hoje, vivemos apreensivos, reféns dos vários tipos de violência que pairam em nosso país, impotentes numa sociedade sem segurança e cuidados do poder público, é como dizem: "Cada um por si e Deus por todos..." Beijo e uma abração carioca.

Donetzka Cercck L. Alvarez disse...

Que delícia de texto,Paulo!

Humor como esse seu é difícil de encontrar,pois são relativos a assuntos tão sérios.

Estou feliz com sua visita por tê-lo reencontrado.Perdi muitos de meus seguidores com uma pane no meu blog.

Esse é o motivo da falta de visitas.

Seu espaço é excelente!

Volte sempre ao meu,querido amigo.
Aqui estarei também.

Beijos e uma semana de alegrias

Donetzka

Face Book:


https://www.facebook.com/donetzka.cercck


Blog Magia de Donetzka



PAULO TAMBURRO. disse...

sub helena,

parece que, foi esta a sociedade pela qual optamos.

Mas, como sempre fui muito otimista tenho a certeza de que, vai piorar muito. (rsrs)

Um abração carioca.

PAULO TAMBURRO. disse...

DONETZKA,

é isso!

E seu blog continua excelente.

Sempre estou por lá.

Um abração carioca.

Geraldo Maia disse...

Amigo Paulo,
É impossível alguém ficar sério depois de ler um texto desta magnitude, além disso estas ilustraçóes estão D+.
Tenha um excelente fim de semana.
Gerraldo

PAULO TAMBURRO. disse...

GERALDO,

não fique sério! (rs).

Um abração carioca.

Maria Emilia Moreira disse...

Olá Paulo!
Vir aqui é um prazer! Eu descontraio e rio com o seu humor, bem actual e inteligente.Boa semana e bons textos! Abraços de Portugal.

PAULO TAMBURRO. disse...

MARIA EMILIA,

quer coisa melhor do que isso, para mim e vindo de além-mar?(rs)

Bração carioca.