ENQUANTO ESPERAVA O TELEFONEMA.

                             


Pois é,fiquei pensado em mundo diferente, com sol à noite e lua de dia, florestas cor vermelhas carmim,e terra azulada, para poder dar ao céu uma chance de ficar marrom.
As borboletas teriam três asas, apesar de que nem imagino para que serviria a terceira, mas, ficaria diferente, ficaria sim, e borboletas só teriam uma cor e cada uma separadamente.
Pássaros não voariam e até pensei atribuir esta função a cachorros, gatos e já que é assim porque não coelhos, bois, vacas...
Só não poderiam desabar sobre as nossas cabeças. Machucariam, mesmo! E para a aviação seria um desastre muito maior, pois já pensaram uma vaca entrando na turbina de um jato comercial de carreira?
Das torneiras das nossas casas sairiam vinho ao invés desta água tradicional e já tão escassa e das mais variadas qualidades, como tinto, branco, rose. Aliás, sempre achei que o vinho é a maior criação humana depois do sexo e com sexo então fica muito melhor.
Ninguém teria que trabalhar, pois, o poder organizado, as nações seriam tão ricas que poderiam subsidiar toda a sobrevivência dos seres humanos. Seriam fornecidas tantas cestas que o mundo viraria outra.
Seria bom? Nem ligo mais para fazer análise sobre isso, afinal se crio e acabo com a minha própria criação, não seria um indicador mágico da minha demência?
O transporte individual acabaria e o coletivo também, pois imagino ser muito melhor o método prático e avançado do teletransporte, pois, afinal um feixe de laser seria emitido sobre os nossos corpos e em poucos segundos estaríamos onde quiséssemos.


Comer também seria simplificado: Tudo em pasta, nada mais para mastigar, afinal nos viemos aqui para perder tanto tempo mastigando? Um horror!
As residências seriam coletivas, tudo seria coletivo, nada mais desta coisa obsessiva de propriedade privada, isto é meu, me pertence...
De repente o telefone toca e do outro lado aquela voz feminina que estava esperando e por esta razão comecei a querer recriar o mundo para passar o tempo,disse que passaria de carro para comermos um churrasco misto, nem sei mais onde e só disse que sim, mas alertou que o trânsito estava ,para variar parado e então sugeri:
-Usa o teletransporte a laser...
-Tele o quê?
-Deixa pra lá, eu te espero.
Agora já pensaram que eu esperando pelo telefonema dela, cheguei ao cumulo de recriar o mundo, no qual tudo seria coletivo?
Vou dizer uma coisa: Coletivo é o escambau: Se botar a mão na minha mulher eu mato!
Retornei o telefonema e disse:
-Quero comer muita carne e nada de alimentos em pasta.
-Em pasta? Como assim?
-Deixa pra lá, esquece meu amor.


44 comentários:

aborboletrinha disse...

Prefiro mesmo mastigar. Pelo menos enquanto eu tiver dentes. Muito, muito churrasco! kkkkkkkkk...
Beijos... MP ;)

PAULO TAMBURRO. disse...

ABORBOLETINHA,

então, seja feita a sua vontade, já que com dentes tão sadios, nem resta a menor dúvida que mastigará,mastigará,mastigará
ad eternum. (rs)

Um abração carioca.

PAULO TAMBURRO. disse...



quer dizer,e corrigindo também:

aborboletRinha!!!

Combinado?

Um abração carioca.

Historinhas da Suzaninha disse...

Olá Paulo! Vim retribuir a gentileza! E, dizer que entre seus blogs que vc deixou para eu conhecer, decidi seguir vc por aqui! Gostei dos outros também, mas preferi esse aqui, onde vc aborda o humor d forma bem criativa e elegante! Fique à vontade para ir me visitar sempre, seja para conferir meu trabalho ou divulgar o seu, ta bom? Prometo voltar sempre que possível!

Parabéns pelos textos!!!:)

PAULO TAMBURRO. disse...

OLÁ SUZANINHA,

seja bem vinda e seu blog realmente e muito bom, diferente e merece ser indicado.

Um abração carioca.

PAULO TAMBURRO. disse...

OLÁ SUZANINHA,

seja bem vinda e seu blog realmente e muito bom, diferente e merece ser indicado.

Um abração carioca.

Zil disse...

Oi Paulo,agradeço sua visita,fiquei honrada!
Eu sigo esse blog e tb Fotolada só não seguia Fragmentos do Acaso mas estou seguindo,vc está há muito tempo na minha lista de blogs preferidos...

deixo pra vc um grd abraço,feliz final de semana!

Zil

PAULO TAMBURRO. disse...

ZIL,

honrado com sua presença e antigo prestigio ao nosso trabalho.

Seu blog também merece ser indicado.

Volte sempre.

Um abração carioca.

Inês Direito disse...

Seria um mundo completamente diferente! Obrigada pela visita ao meu blog!
Vou seguir o teu!
beijinhos
http://direitoporlinhastortas-id.blogspot.pt/

vendedor de ilusão disse...

Paulo, vou te contar uma coisa: no teu blog eu rio às pampas; estou digitando e estou rindo. Não sei de onde tiras tanta criatividade para escrever um texto humorado como este, aliás tudo no teu blog é hilario; dá gosto ler e faz-me sentir bem...
Bom fim de semana pra ti.

PAULO TAMBURRO. disse...

INÊS DIREITO,

um mundo diferente...nós gostaríamos!

Seu blog é excelente ,parabéns e merece ser seguido.

Um abração carioca.

PAULO TAMBURRO. disse...


VENDEDOR DE ILUSÕES,

se eu tivesse a sua imaginação e criatividade que demonstra ter em sua variada coletânea de livros publicados, aí sim seria digno destes elogios.

No entanto, agradeço!

Fico feliz por poder fazer o outro, também.

Um abração carioca.

José María Souza Costa disse...


Olá, Paulo, tudo bem ?
Nesta tarde meio sol, meio cinza, de sábado aqui em Sampa, aproveito para te desejar, um fim de semana agradável. Cada um, dentro do seu proporcional tempo. Mas, não podemos esquecer, que é o Criador, o regente dos nossos sonhos e inspirações. Portanto, nesse caminhar de vontades, o que não aconteceu no dia de hoje, é por que, só realizar-se, em um tempo determinado. E todo tempo é tempo, desde que o Pai Eterno, assim, nos conceda.
Paz e Luz
Abraços.

Luma Rosa disse...

Oi, Paulo!
Imaginar a inversão do tempo é fácil. Basta olhar o entardecer e pensar: oba, o dia está começando!
Alimento em pasta? Credo!
Coletivo? Preciso do silêncio...
Telefone? Seria o primeiro ítem a extinguir!
Sabe que já imaginei o mundo totalemnte de uma só cor? De preferência azul em suas variação, até azul água, bem transparente... As pessoas seriam fluidas. Deve ser a minha visão de céu :D
Bom fim de semana!!
Beijus,

PAULO TAMBURRO. disse...

JOSÉ MARIA SOUZA COSTA,

concordo plenamente com você e sem Ele, pobre de nós todos!

Um abração carioca.

PAULO TAMBURRO. disse...

LUMA ROSA,

gostei da sua visão de céu e principalmente, sua antevisão de pessoas fluidas.

Então, pessoas transparentes igual a água azul, não poluída e,sem carcaças ou proteções que lhe impeçam a livre e espontânea manifestação dos seus sentimentos,fantasias e vontades.

Então, viveríamos num céu, em plena Terra.

Um abração carioca e ótimo fim de semana, também.

Monique Schuabb disse...

Fugir da rotina, propor novas ideias, de vez em quando faz bem! ;)
Um abração e uma ótima semana!

Lu Dantas disse...

Só você mesmo..rsrs..a imaginação sempre mais do que fértil!!! Mas adorei a história das torneias de nossas casas com vinho. Do bom, é claro. Se puder ser Merlot, então! rs

Grande abraço!

www.lucadantas.blogspot.com.br

PAULO TAMBURRO. disse...

MONIQUE SHUABB,

faz bem e incentiva a criatividade,faz com que saibamos que, existem outras cores que não só o cinza ou o bege.

Quer que eu minta?

Ótima semana pra você também.

Um abração carioca.

PAULO TAMBURRO. disse...

LU,

lógico que seria o melhor vinho,pois afinal faça as contas e chegará a conclusão de que o preço que pagamos pela água,atualmente, daria para ser substituída pelos melhores vinhos.

Fala sério!

Um abração carioca.

vendedor de ilusão disse...

Caro amigo! Gostei demais ficar observando a moça fazer doce de leite...
Abraço.

PAULO TAMBURRO. disse...

VENDEDOR DE ILUSÕES,

você também gosta, né?

Você e as torcidas do Corinthians,Vascão, Flamengo,e quantas outras tantas com milhões de adeptos? (rs)

Um abração carioca.

Marilene Domingues disse...

Olá Paulo, passeando por aqui agora. Não podia deixar de conferir cada um de seus blogs e me encantei com cada um de maneira especial. Comentando aqui, vi na lateral de seu blog, o livro que comecei a ler hoje...Lendo sua escrita me transportei para esse mundo imaginário e fiquei angustiada, seria um Deus me livre, já pensou, perder a nossa privacidade, viver em coletividade, minha nossa, seria enlouquecedor pelo menos pra mim, que gosto de estar só e no silencio.O mundo como esta, já é difícil suportar, por isso vivo entre o real e o imaginário para poder sobreviver a todo caos emocional que gira em torno da nossa vida...
Ah! Quem dera Paulo eu fosse escritora,esse dom ainda não possuo, sou uma mera leitora de tudo que toca e alegra o coração, assim como suas escritas.
Abraços com carinho
Marilene

PAULO TAMBURRO. disse...

MARILENE,

por tudo que foi colocado por você e de maneira muito correta,uso de três dos meus cinco blogues, para tentar conviver conviver com o humor.

Rir ainda é o melhor depurativo de todo este caos social que estamos atravessando.

Fico feliz quando pessoas como você me visitam.

Missão cumprida!

Um abração carioca.

Anne Lieri disse...

Muito divertido seu texto,Paulo! Lembrei do livro " A Reforma da natureza" do Monteiro Lobato,quando a Emilia resolveu mudar tudo lá no sítio...rss...Das suas ideais a do teletransporte sem dúvida, é a mais legal! Bjs e bom fim de semana,

PAULO TAMBURRO. disse...

ANNE lIERI,

legal você ter vindo, obrigado mesmo!

Você tem razão,alguma coisa lembra a obra do Monteiro Lobato, afinal a gente acaba escrevendo sempre algo que , ficou de tantas leituras concorda?

E nesses tempos de congestionamentos monumentais o teletransporte poderia ser a promessa revolucionária de qualquer um destes candidatos.

Eu votava nele (rs).

Um abração carioca.

Nyce Pinto. disse...

Olá Paulo! Quero agradecer a visita e dizer que a oportunidade de conhecer teus Blogs me fez mais feliz ainda! Lendo e rindo!!! Mas também imaginando os meus "gatinhos" voando por aqui... se já fazem uma bagunça daquelas pulando, andando e subindo por tudo, seria fantástico se voassem! Um feliz final de semana, muita luz! Abraços...

Rosemary Lima disse...

Passando pra desejar uma ótima semana!
Coloquei seu blog na minha listinha de visitas, irei vir sempre por aqui tá?!

beijos!

Rosemary Lima disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Uma Interessante Vida disse...

hahaa... gostei do texto. bjs

PAULO TAMBURRO. disse...

NYCE PINTO,

seus gatinhos voando por aí seria ótimo!!! (rs)

Volte sempre.

Um abração carioca.

PAULO TAMBURRO. disse...

ROSEMERY,

muito grato!

Um abração carioca.

PAULO TAMBURRO. disse...

UMA VIDA INTERESSANTE,

obrigado pelo retorno e volte sempre!

Um abração carioca.

Roberta Andrade disse...

hahaha
adorei esse mundo paralelo...
esse mundo novo e todo doido e misturado...
pensava que só eu criava/imaginava mundos assim...
dá para dar uma fugidinha do estresse de vez em quando rsrsr.

Bjus,
meu amigo!!!

PAULO TAMBURRO. disse...

ROBERTA ,

é verdade e o melhor é que os mundos paralelos,na prática, nunca se encontram.

Concorda?

Um abração carioca.

Rúbia Kenes disse...

Oiiiiiiiiiiiiii amigo tmb estou aqui, parabéns pelo lindo e divertido blog

http://rubiaartes.blogspot.com.br/

Beijinhossssssssssssssssssss

Dani Cristina disse...

Haaa...grande texto!Quanta liberdade;o que não se tem muito hoje em dia,apesar de todos se acharem livres,vivemos espionados e semi-aprisionados. :)

Abraço e muito obrigada por passar em meu novo blog!!!

PAULO TAMBURRO. disse...

RÚBIA KENES,

ótimo,então já estamos devidamente linkados para acompanhar um o trabalho do outro...bolo pra frente!

Um abração carioca.

PAULO TAMBURRO. disse...

DANI,

é verdade!

Acho que você foi exatamente ao X do problema.

Um abração carioca.

Marli Terezinha Andrucho Boldori disse...

Olá Paulo, que crônica perfeita, maravilhosa. Achei interessante a sua recriação do mundo.Que tal, hein?
A gente até pode dizer que tudo deve ser coletivo,mas quando mexem com o nosso amor, a coisa pega, não é? rsssssssssssss
Adorei . Grande abraço!

PAULO TAMBURRO. disse...

MARLI TEREZINHA,

isso mesmo, coletivo com o dos outros.

Senão ,farinha pouca meu pirão primeiro.

Não é assim?

Um abração e muito obrigado pela atenção.

Historinhas da Suzaninha disse...

Relendo seu texto... rssss ahhh... eu não acho perda de tempo mastigar não!!! rsrsss.... Afinal...a arte da culinária... apreciar tantas delícias (sólidas ou não) é uma das coisas que eu aprecio e muito!!! ;)

Abraço pra vc!!

PAULO TAMBURRO. disse...

HISTORINHAS DA SUZANINHA,

tudo em pasta para facilitar a mastigação e a ingestão...Não sei onde estava com a cabeça (rs).

Estou perdoado?

Um abração carioca.

EU disse...

Gostei desta "recriação" do mundo! Bem imaginativa, entrosando com expressões que por vezes se ouvem, como essa de nos alimentarmos sem trabalho... Uma ficção num quotidiano, por vezes, tão chato!
:)