QUER QUE EU MINTA?



Existe, sim, uma diferença abissal entre aquilo que uma mulher e um homem pensam sobre o assunto da traição conjugal. E ambos tem as suas razões.
Para as mulheres quando o homem a trai é porque não gosta mais dela ,porém, os homens fazem isso como se estivessem comendo um prato trivial variado, na rua, degustando um saco de pipocas ou tomando mais um copo de cerveja.
Diferente dos homens, as mulheres traem menos, mas, se vingam muito mais!
Já os homens inventaram e até sustentam como verdadeiros sábios, algumas teses sócio-sexológica em suas rodas de amigos ou em papos de botequim, muito convenientes e cômodos para eles, e que talvez muitas mulheres jamais tenham tomado conhecimento, como a tese de que, "o primeiro passo para a impotência sexual é a fidelidade conjugal".
Que absurdo de um machismo indecente!
Dentro dos protocolos morais éticos e religiosos das uniões entre os casais, isto seria imoral, caso fosse a razão que motivasse os homens a estas escapadas, porém eles usam somente seus instintos mais primários. Portanto, esta correlação para eles, entre uma "escapada" e traição ,é pouco sustentável até como justificativa para poderem continuar a consumá-las, sem nenhum sentimento de culpa.
É da ancestralidade do macho sobre a face da terra, que eles cassem as fêmeas.
A evolução das normas, dos valores, e da moral social, atualmente, lógico que condenam estas teses do homem da caverna.A nova mulher, sua emancipação social e todas as conquistas merecidamente, incorporadas ao seu universo existencial, não deixam dúvidas.
No entanto, assim como Roma não foi feita em dia -como diriam os antigos - passarão décadas até que a sexualidade e os instintos masculinos se adaptem a elas.
Resta observar então, um aspecto muito sutil desta questão e que a maioria das mulheres deveria se preocupar qual seja, a questão do fator quantidade versus qualidade das mulheres que acontecem na traição masculina.
Quando a vizinha encalhada, ou a prima baranga e feiosa, ou a “amiga” vem com péssimas noticias dizendo que seu marido é um galinha, e cita o nome de umas quarenta mulheres que, ela prova que ele já as tenha passado na cara, acreditem não é por aí que mora o perigo.
Um homem que sai com todas as mulheres do mundo, na verdade,não saiu com nenhuma mulher que possa vir ameaçar seu casamento ou parceria com ele.
É desrespeitoso e inaceitável, mas não é por aí!
Acredite nisto! Ele está apenas, erradamente é lógico, querendo afirmar-se, é inseguro e segue os passos das suas origens antropológicas, sempre a procura de novos seios, novas coxas, novas curvas, transar com mais uma, enfim...
No entanto, uma coisa que nenhuma das suas amigas irá lhe falar, pois, nestes casos o sigilo da traição é tão bem desenvolvido que ninguém desconfia, é quando seu parceiro, além de você só tem mais uma, somente uma mulher fora de casa e o todo o tempo.
Aí sim, você mulher, estará muito próxima, e a qualquer momento de uma separação, pois, aquela única outra mulher que ele tem além de você,pode sim tirá-lo da sua casa.
Já aqueles homens que transam com todas as mulheres do mundo, são realmente uns galinhas indesejáveis, mas estes, jamais deixarão de ser o seu galo.
Quer que eu minta?

9 comentários:

meripellensmix disse...

Traição dói demais, e nem homem, nem mulher gostam. Então, melhor a fidelidade.
Bjk, Paulo.

PS: Eu sumo, mas volto rs...

PAULO TAMBURRO. disse...

meripellensmix,

eu espero que agora tenha vindo para ficar, pois minha espera , finalmente teve fim.kkk

lua singular disse...

Foi por isso que casei por conveniência, fiquei viúva nova, voltei para o interior e casei-me com o maior putanheiro da cidade. Ele enlouqueceu quando... aí eu disse: se me trair eu te arrebento no meio da rua. Eu arrebento na faixa preta.
Agora estou mais velha, herdei todas as doenças da minha família e ele cuida de mim.
E assim vamos vivendo.
Há pouco fui comprar uma lâmpada num boteco familiar, eu conheço todos os pingaiadas,kkk e um jovem que considerava muito falou-me uma bobagem, quase ficou seu um órgão importante, uma boa joelhada, além da dor pediu-me desculpa e eu lhe disse: se fosse mais jovem iria apanhar mais, mas desculparia, mas hoje, não. Não entro mais aqui para não ter o desprazer de encontrá:lo.
Você foi meu aluno da 1ª série e hoje sentiu a força que tenho.Vou embora antes que a raiva aumenta e eu lhe arrebento, tamanho pra mim não é documento.
Beijos
Dorli

PAULO TAMBURRO. disse...

DORLI,

socorro!

Estou com medo mesmo!

Nossa não se esqueça que sempre fomos amigos virtuais e nem pense, por favor,em usar este joelho no meu órgão importante. kkkkkk

Estamos juntos!!!!

Um abração carioca.

Maria Teresa Valente disse...

Paulo, a sua tese pode ter lógica, por sinal bem fundamentada!
Mas, traição é traição, se não dá para se conter, não se case...
E, quando a mulher, não quer mais viver a farsa, ninguém pode obrigá-la a permanecer casada. Aceita traição quem quiser, quem não aceita, tem direito a outra vida!
Abraços carinhosos
Maria Teresa

PAULO TAMBURRO. disse...

MARIA TERESA VALENTE,

seu comentário contém argumentos lógicos e inteligentes e só merece aplausos!

Inegavelmente, uma das mais torpes atitudes do ser humano em qualquer área da sua convivência social é a traição.

Retribuo o carinho ao qual acrescento o meu tradicional abração carioca.

Guerreira Xue/ Hilda Milk/ disse...

Caro Paulo,
Como queria dizer que sua lógica está errada. E não só, isso vem de longe e talvez prossiga por muito tempo ainda. Analisemos isso de outra maneira, por favor.
Enquanto esse "galo" cisca fora de casa, a mulher "moderna" pode estar fazendo o que?
Vejamos algumas opções:
Ou ela está em casa exercendo sua segunda jornada, ou arrumando a roupa, o jantar, ou mesmo ajudando os filhos em seus deveres escolares, essas coisas...
Ou ela está fazendo hora extra para ajudar a pagar aquele carro que o excelentíssimo usa para "caçar".
Ou pode também ela estar num barzinho da cidade com seus colegas de trabalho, sendo assediada por aquele gostosão da repartição.
Existe uma imposição social e poderosa sobre o papel da mulher na sociedade, o que acaba por deixar o macho da espécie em situação de liberdade privilegiada em relação ao sexo.
Isso é desleal, não é... Sei lá! Talvez nós, mulheres, não pensemos o tempo todo no prazer de nossos homens.
Eu como mulher faço parte desta grande maioria que acha os homens um verdadeiro quebra-cabeças. Não gostam de ser amados, ou de conversar. Acham que conhecem a mulher só porque convivem diariamente. Uma vida que se tornou um tédio, e sem espaço para a fantasia. Valha-me Deus, isso parece à visão do inferno. Riso...
Talvez eles só prefiram ser objeto sexual.
Mas sei de “galinhas” que ciscam também, e o que sobra? Filhos relegados.
Seus textos memoráveis, como sempre. E eu tagarela, como sempre.
Grande abraço da amiga,
Guerreira Xue.

PAULO TAMBURRO. disse...

GUERREIRA XUE,

minha fiel amiga de algum tempo, ao acabar de ler seu comentário extraordinário fiquei ensimesmado e triste ao pensar que o jornalismo da chamada GRANDE MÍDIA, resguarda e eterniza um amontoado de dinossauros da
imprensa.

Eles são incapazes , na sua esmagadora maioria , de serem isentos, criativos e inteligentes como você foi ao abordar este contraditório tema, por nós , modestamente exposto no blog.

Você sem dúvida nenhuma, poderia estar substituindo a maioria destes colunistas e destas colunistas com odor eterno de naftalina e que não se renova, nunca.

Parabéns Guerreira Xue, pois seu comentário eu li de um só fôlego, pela absoluta e formidável relação e correlação de fatos que você os trançou como se fosse uma competente bordadeira de Bilros à serviço de um texto.

Realmente, não é só na politica que temos que renovar!

Um abração do admirador de sempre e que nunca ficou ciscando por ai. kkk


Cynthia Lopes disse...

Querido Paulo,
Se os homens não soubessem o que é traição,
não se sentiriam "arrasados" quando são traídos.
Vocês homens sabem bem o gosto que tem.
Eu acredito em acordos a dois.
Eu acredito em pactos de relacionamento.
Se não for assim, tchau e bênção.
Ninguém pode dizer que não foi avisado.
bjs e um abração da carioca aqui!