O HOMEM GRÁVIDO.




Como reagiria um homem se viesse a ficar grávido, afinal as mulheres se comportam de forma exemplar,dando pleno curso ao eterno ciclo da vida.
Mas, e os homens? Como eu também nunca fiquei grávido, acho no entanto que, a maioria dos colegas do  gênero externariam estes seguintes desejos:



-Doutor, marque uma cesariana para depois do jogo do meu time!!!


- Que a sua amadíssima companheira lhe entregasse definitivamente o controle-remoto da televisão e, nem sequer ousasse mais pedir de volta.

-Mulher querida,adorada,meu tudo,vida da minha vida, preciso alimentar bem esse nosso rebento que está no meu ventre macho. Dá para você fazer uma feijoadinha básica no sábado, angu a baiana no capricho domingo, rabada com agrião na segunda, bacalhau com cabeça, com coco e mamão verde na terça, vatapá daquele bem vatapudo mesmo na quarta, baião de dois na quinta, leitoa pururuca bem gostosa com pirão de batata-doce na sexta e durante a semana todinha, manter a geladeira entupida com muitas cervejinhas,tremoços,queijo,linguiças e salaminho?
Faz isso para o seu grávido, minha gostosa?
-Diria que está com desejos estranhos e irrefreáveis de transar com todas as mulheres do mundo e a "sensação" é a de que, se alguém se opusesse,a gestação poderia ser interrompida.


-Pediria ao ginecologista-obstetra para fazer uma cesariana logo no primeiro mês de gravidez, pois, afinal, aguentar aquilo, nove meses só se ele fosse, mulher mesmo!


-Exigiria que a sua companheira durante aquele período dramático  de gestação não lhe negasse nenhum pedido de opção diversificada de formas incrementadas de fazer sexo, sob risco de ele vir a perder por desgosto e depressão, o bebê.
No popular: Fazer sexo anal, direto.


-Comunicar a sogra que ela se abstivesse de frequentar a casa dele durante a gestação, pois ele leu na Revista “Gravido feliz” que, o rebento pode se assustar com latido alto de cachorro e voz de bruxa.


-Ao invés de só ir para a maternidade quando arrebentasse a bolsa iria uns dez dias, porque queria conhecer melhor e mais profundamente as enfermeiras do hospital.


-Pediria além dos seis meses regulamentares de ausência ao trabalho, mais seis anos ao patrão, até que tivesse a certeza que seu filho já pudesse andar com as suas próprias pernas e ele,"plenamente recuperado".


- E que durante as relações sexuais dele, com sua compreensível "senhoura" ela dissesse frases que levantassem sua alto estima para que a gestação não fosse tão cruel, tipo: 
“Você é uma monumentalidade de macho inigualável".
" Nunca senti isso e desta forma durante todo nosso casamento".
"Você vai me matar de tanto prazer seu búfalo no cio maravilhoso, garanhão incomparável!"
"Já tive trinta e dois orgasmos até agora e não para, não para,não paaaaaara..."
E finalmente, este grávido acordaria suando frio, com ataques de frescuras generalizadas e, gritando para a companheira:
-Nossa querida,onde estou, onde estou? 
Então já refeito e consciente, o desabafo final:
-Amor, que pesadelo inacreditável!!!

14 comentários:

Sempre Fênix disse...

Mto bom o post Paulo , dei boas risadas !!
Bom voltar aqui @
Sonhos e Estrelas pra vc !

Sonia Sidney disse...

Boa Noite Paulo,

Ah! seu texto como sempre está um luxo, muito divertido como sempre fazendo a gente rir para quebrar as preocupações com os palhaços candidatos às próximas eleições. Sensacional! Olha eu sumi mas não desapareci, apenas mudei meu local, horario, e escravidão no meu trabalho. Abraços, sonia.

PAULO TAMBURRO. disse...

SEMPRE FENIX,

então volte sempre, nós dois ficaremos felizes.kkk

Um abração carioca.

PAULO TAMBURRO. disse...


SONIA SIDNEY,

então já que você se libertou fico muito feliz e esperando mais por você aqui!

Um abração carioca.

Ana Bailune disse...

Detalhe: A humanidade pereceria, pois todo homem morreria no parto.

PAULO TAMBURRO. disse...

ANA BAILUNE,

sua clarividência é monumental!!!

Não ia ser diferente mesmo.

Um abração carioca

Donetzka Cercck L. Alvarez disse...

Ri muito,Paulo! Amei seu espaço! Não vi a opção de seguir você aqui! Tem?

Obrigada pela visita e comentário no meu espaço,volte sempre e,se gostar,siga_me,ok?

Foi difícil acessar seu blog porque estou sem computador,só com o celular e a tela dele é muito pequena e pouco enxergo.
Por isso,estou retribuindo as visitas vagarosamente.

Beijos sabor carinho e lindo fim de semana

Donetzka

PAULO TAMBURRO. disse...

DONETZKA,

você pode me seguir sim, basta clicar em SEGUIR, abaixo dos meus seguidores e consegue!

Obrigado por estar comigo e ter podido rir nestes tempos em estamos vivendo.

Um abração carioca.

Donetzka Cercck L. Alvarez disse...

VOCÊ RESPONDE AQUI.
VOU TENTAR ACHAR OS SEGUIDORES.

VOCÊ NÃO ME SEGUE,PELA LISTA DE BLOGS QUE VI,CERTO? SE GOSTOU DE MEU BLOG, POIS VI OUTRO COMENTÁRIO SEU HOJE E AGRADEÇO,FAÇA-O,OK?

BASTA IR EM "SEGUIR' ABAIXO DOS SEGUIDORES À DIREITA.VOU COLOCAR SEU ESPAÇO NA CATEGORIA MEUS BLOGS FAVORITOS,NO LAYOUT DO MEU.

É MUITO BOM MESMO O HUMOR NOS DIAS DE HOJE.

FELIZ DOMINGO.

BEIJOS SABOR CARINHO

DONETZKA

Donetzka Cercck L. Alvarez disse...

CONSEGUI! SIGO VOCÊ AGORA,PAULO!

Obrigada pela visita e comentário no meu espaço,volte sempre e,se gostar,siga_me,ok?

Foi difícil acessar seu blog porque estou sem computador,só com o celular e a tela dele é muito pequena e pouco enxergo.
Por isso,estou retribuindo as visitas vagarosamente.

Beijos sabor carinho e lindo fim de semana

Donetzka

Helena G.S.R disse...

Muito bom, Paulo!
Definitivamente, melhor deixarmos essa parte com as mulheres mesmo. ;)

Beijão!
Blog: *** Caos ***

Donetzka Cercck L. Alvarez disse...

Bom dia,Paulo.Você me segue sim.Vi hoje as imagens novamente e fiquei pasma como consegue as que têm tudo a ver!

Vou ver outros posts seus porque como só estou com o celular,tenho que aproveitar porque aqui as letras são grandes...rsrs


Tem post novo no meu blog! E o seu já está na minha lista de favoritos à direita.

Feliz semana!


Beijos sabor carinho

Donetzka

PAULO TAMBURRO. disse...

HELENA,

TAMBÉM ACHO, MESMO! KKK


Um abração carioca sem dores do parto.

PAULO TAMBURRO. disse...

DONETZKA,

vou visitar sim!

Um abração carioca.