POR FAVOR,UM POUCO MENOS DE UM POUCO MAIS!

                

                                                                

É inegável que certos eventos ditos rádio televisivos chegam por vezes ao extremado ponto de nos deixar nervosos e nos mexendo mais na cadeira, do que minhoca em areia quente debaixo de sol escaldante.
Certas coisas nunca funcionam como, por exemplo, entrevista com jogador de futebol e não funcionam, algumas vezes pela aterradora incompetência dos dois lados, seja do repórter que pergunta por que o time do tal jogador perdeu e mais terrível ainda a resposta dada.
Ora, se jogadores de futebol pudessem responder e acertar a estas perguntas os times deles jamais perderia. A resposta teria que ser sempre: Perdemos porque fizemos menos gols do que o nosso adversário e ponto final.
O show de erros e verdadeiro filme de terror, no entanto, fica por conta dos que transmitem e comentam o jogo de futebol.
O que transmite sempre se apoia no comentarista para elucidar o que às vezes é impossível, pois se trata de um jogo e como tal o imponderável será sempre o responsável por vitórias ou derrotas.
E estes tipos de profissionais ao longo dos anos, vão desenvolvendo formas anacrônicas de se expressarem, até chegar neste momento, por exemplo, de absolutas repetições e análises enfadonhas como esta na qual o locutor esportivo pergunta para o comentarista de determinado jogo o que está faltando?


Locutor- Em sua opinião, não está faltando um pouco mais de empenho dos jogadores, não está havendo um pouco menos de interesse não seria necessário um pouco mais de vontade?
Comentarista- Exatamente, um pouco mais de empenho e certamente um pouco menos de certeza que o jogo já está ganho, até porque um pouco mais de luta e um pouco menos de “salto alto” levaria a um melhor resultado, pois um pouco menos de certeza que serão os vencedores ira trazer a certeza de que um pouco mais de gols podem ir parar na rede adversária, com um pouco menos de esforço físico.
Locutor- Concordo e é esta questão de um pouco menos de vibração em campo é que está contribuindo para um pouco mais de risco de perderem o jogo.
Comentarista- Sem dúvida e basta verificar que um pouco mais de coração no jogo, um pouco mais de entrega no jogo, um pouco mais de brio em disputar as jogadas, seriam as respostas para estes momentos até aqui de um pouco menos de falta de espetáculo que estamos assistindo, um pouco menos de bolas paradas e um pouco mais de bola em jogo, um pouco menos de faltas desleais e um pouco mais de competitividade, um pouco...

Começou a me dar sono e então, mudei de estacão!


6 comentários:

Sonia Sidney disse...

Ola Paulo!

Daí o locutor pergunta ao zagueiro por exemplo> O que voce acha que faltou nesse jogo para ganhar do adversário?> Respondendo: Bom, é que neh porra faltou sorte e daí o adversário foi avançando, o pessoal ficou nervoso, e deu nessa merda!Vamu ve si na proxima partida nóis recupera o preju.
Isso é Brasil, sil, sil.

Abraços da Sonia.

PAULO TAMBURRO. disse...


SONIA SIDNEY,

exatamente isso!

Você fez um golaço neste comentário! kkkkkk

Um abração carioca.

Pérola disse...

a escolha é sempre nossa.

Beijinhos

PAULO TAMBURRO. disse...


PÉROLA,

Verdade!E não existem muitas opções.

Um abração carioca.

Donetzka Cercck L. Alvarez disse...

Ri muito,Paulo! quem dera que todos os homens fizessem isso!Rsrsrs

Notei que tem outros blogs! Vou lá rapidinho!

Seu blog está na lista de Meus Blogs favoritos à direita do meu.Basta olhar!

Tem posts novo no meu blog!

Obrigada por sempre me visitar e deixar seus carinhosos comentários.

Comente mais de 1 post,porque tem muitos nas "Minhas Categorias" à direita,ok?

Feliz e abençoada semana!

Beijos sabor carinho

Donetzka

Blog Magia de Donetzka



PAULO TAMBURRO. disse...

Obrigado.! Mesmo Donetzka.

Um abração carioca.