MULHER ROTEADOR.




O que é um roteador? É um equipamento essencial nas redes domésticas e que, tem como função, estabelecer a conexão entre vários computadores e ,principalmente distribuir a internet entre eles.

Numa linguagem bem técnica : É um troço que manda as imagens para os diversos lugares, uma coisa legal que todo mundo quer porque, atualmente, bunda, carro 1.0, celular e computador todo mundo tem.

Então, a imagem de internet só chega no seu computador, no seu quarto, na sua cama, se o sinal de wirelless  o famoso, WI-FI, estiver legal.

Senão, fica fora,não entra nos cômodos certos, um inferno.

Ao ouvir esta explicação , meu amigo Bertholo Cêceé, fez cara feia e xingou a mulher, demorada e entusiasticamente, como se o juiz tivesse dado contra o seu time num jogo de 0x0 , na prorrogação, um pênalti inexistente.

Eu confesso que sei alguns deles , simples e compostos, mas jamais imaginei que existissem tantos outros.

E foi logo falando:

-Pô cara, tenho em casa uma mulher roteador!
Entre espantado e temeroso de aprofundar o tema pois, entre marido e mulher o melhor negócio é você ficar de fora pois, no final eles sempre ficam bem e quem acaba tomando umas porradas dos dois é você  que, passa inclusive, a ser chamado de intrometido e fofoqueiro.

Mas, mesmo assim, ousei perguntar:

-Como assim, mulher roteador?

-É isso, eu venho brigando com ela há muito tempo pois, nós nunca conseguimos mais, fazer sexo na cama , no meu quarto mesmo depois de ter comprado um colchão caríssimo, ar condicionado e o escambau.

-Não estou entendendo, Bertholo Cêceé- então ele resolver explicar as suas intimidades:

-Cara, eu estou fazendo sexo com minha mulher há muito tempo, só no quintal, é onde ela dá sinal, às vezes com chuva, próximo do galinheiro com aquele maldito barulho das vinte e nove galinhas e oito galos que ela cria.Fazemos em pé, rapidinho pois, afinal, eu detesto fazer isso, naquele lugar.
Agora com esta explicação eu compreendi o problema daquela baranga miserável, ela é uma mulher roteador sim, e não manda nunca sinal para o quarto, portanto, se é assim vou dá-lhe um chute bem no Wi-Fi.

Cansei cara, eu me sinto fazendo sexo com uma galinha.

Vou arrumar um equipamento melhor.


8 comentários:

Gracita disse...

Oi Paulo.
É sempre um prazer ler estas suas crônicas satirizadas. O que e a vida sem humor? Bom demais!
Um abraço
Gracita

PERSEVERÂNÇA disse...

Feliz domingo para você querido Paulo!
Bom quando eu li sua postagem logo pensei em um equipamento, rsss depois a história do amigo me deixou intrigada, na verdade fiquei com peninha das galinhas terem o sossego interrompido, rsss
Deixo por aqui um super abraço e um comentário à parte se permite:
Todos os seus blogs são demaissssssssss
Continua o convite para o vinho aqui em SP, não esqueça.
Nicinha

Paulo Tamburro. disse...

GRACITA,

obrigado mesmo,agora sabe que a vida realmente, sem humor e Nhá-Benta, seria insuportável.

Um abração carioca.

Paulo Tamburro. disse...

NICINHA,

pô, perseverânça, peninha das galinhas?

Que crueldade com o Bertholo!!!

Um abração carioca.

Dorli disse...

O Paulo
Você me fez rir em plena segunda- feira, após uma noite atribulada no hospital: Muita comilança...Há!Há!
Beijos
Lua Singular

Paulo Tamburro. disse...

OI DORLY,

enquanto eu conseguir que as pessoas possam rir numa segunda-feira, não paro de escrever.

Um abração carioca.

Cάssiα Cαrvαlho disse...

Oi amigo, tudo bem ? Andei meio ausente em meias turbulências que aconteceram na minha vida. Isso aqui tá mais lindo do que antes. Assim que puder dê uma olhadinha no meu blog, troca e-mail ou coisa do tipo, vou adorar.
Um abração carioca, rs.

Barbie Californiana disse...

hahaa... adorei a crônica. abraços