EU GOSTOSO? NÃO SABE DE NADA!




Aquele cara tinha realmente uma baixisima auto-estima e sempre se colocava em posições muito inferiores àquela que, realmente tinha, pois,era marcado por tão perversas condições existenciais no amor e no trabalho que nunca poderia se considerar um bom partido ou uma boa companhia para ninguém, mesmo que alguém insistisse em dizer isso para ele.
Vivia escutando o cantor Pablo com todas aquelas músicas de sofrências e tantos outros cantores bregas e que rasgam o peito nas gravações como se elas fossem as últimas antes de tomarem chumbinho para se suicidarem destes males de amores.
Ele nos seus quarenta anos, aparentando sessenta, eis que de repente o inesperado lhe faz uma surpresa e o coloca à  frente, a seu lado e pouco tempo depois na cama,uma menina-mulher fogosa com os seus incendiários 23 anos de plena beleza e tão fogosa que parecia ter saído do Olimpo e quem sabe não fosse a reencarnação de Afrodite a deusa do amor?
Ele por algumas horas renasceu nos braços e outras tantas partes mais abaixo daquela mulher que, sabia que ele precisava de umas belas sacolejadas de prazer.
Momentos maravilhosos, nos quais esqueceu suas sofrências, baixo-estima, os seus piores momentos na vida e entregou-se tal qual um búfalo no cio, aos caprichos daquela linda mulher!
Depois daquilo,veio o aquilo outro, e então as conversas do tipo:Foi bom pra você?


Ela entusiasmada, ainda sentindo cair os suores do prazer pelo seu corpo insandescido, vira-se para ele e diz:
-Você foi o homem mais gostoso que tive na minha vida!
Ele a olhou bem dentro dos olhos e disparou:
-Gostoso? Você deve estar louca ou nunca deve ter comido uma sopão de carne de panela da Maggi,ou aquele fantástico Big Bob´s com um monte de hamburguês no pão com gergelim e tantos molhos variados que nem dá pra contar.Eu gostoso? Você jamais deve ter comido no café da manhã aquele pão de queijo que desmancha na boca e na hora do almoço ter entrado numa churrascaria rodízio e devorado aquelas carnes espetadas maravilhosas e que se aninham depois no seu prato.Aquilo sim é gostoso.
Você está apenas querendo me agradar e eu posso até entender, mas gostoso minha amiga é a quela coxinha de galinha feita na hora , imensa,carnuda, cheirosa!- finalizou com cara de desprezo.
A menina-mulher atônita não tirava os olhos do nosso agora,ex-búfalo no cio, ex-garanhão, ex-predador fatal e constatava que infelizmente, aquele cara tinha tido mais uma vez um absurdo surto de baixa auto-estima.
Enfim, ela vestiu-se. 
Muito desconcertada e envergonhada ao sair porta afora, mandou-lhe um carinhoso e derradeiro beijinho como última prova da sua gratidão por momentos tão saborosos e teve que ouvir a sentença final:
-Eu gostoso? Adeus sua mentirosa!

8 comentários:

Jossara Bes disse...

Vai ter baixa auto estima assim lá em...
Você sempre tem uma imaginação admirável, com pitadas de bom humor que me faz querer ler mais!
Adorei!
Beijo carinhoso!

PAULO TAMBURRO. disse...

Pois é Jossara, tem homens que só pensam pequeno. (rs)

Obrigado pela "imaginação admirável", mesmo!

Um abração carioca.

Cynthia Lopes disse...

Caraca, este nem com Freud
reencarnando resolve o caso!
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
bom demais, meu amigo carioca
bjs

sub helena disse...

Ah, Paulo...

Sabe que existe mesmo pessoas assim...Bom, você tanto sabe, que escreveu sobre isso. Mas o fato aqui, é o que você colocou mesmo, essa cara tinha realmente uma estima baixo ou nem a tinha mais...

Bom, todos nós já passamos por uma fase assim (não assim, risos), mas alguns surtos de baixa estima, e às vezes vem alguém e nos dá aquele choque de realidade, tipo: "Menina, se ame mais, se não o fizer, quem o fará?"

Um dia, a muito tempo, você me fez um cometário, que agradeço até hoje. Naquele momento foi muito importante para mim. Lendo seu texto, me lembrei disso.

Meu amigo, um abração carioca!

PAULO TAMBURRO. disse...

CYNTHIA,

é verdade, pois, isto nem é inconsciente, e sim, INCONSISTENTE! KKK

Um abração carioca.

PAULO TAMBURRO. disse...

sub helena,

que bom eu ter sido útil ,isto me deixa feliz exatamente porque,quando aqueles que nos acompanham estão bem, por extensão todos nós estaremos.

Eu acredito mesmo, nisto, nesta lei da reciprocidade e convergência.

Um abração carioca.

George Sand disse...

Quando eu vi o nome do Pablo aqui, o rei do Arrocha e embaixador da Sofrência, tive que rir, pois imaginava que só eu, daqui do sudeste, tivesse tomado conhecimento da existência desse cantor(?). E foi por acaso, assistindo um programa da Globo, o Vídeo Show. Ri tanto, na ocasião, que resolvi fazer uma crônica sobre esse baiano.
Se você quiser conferir, passa lá no blog. Acho que vai gostar.
Saudações cariocas!!! :-)

PAULO TAMBURRO. disse...

GEORGE SAND,

VOU PRÁ LA.

uM ABRAÇÃO CARIOCA.