HETEROSSEXUAIS EM PÂNICO!

Época de grandes transformações sociais, quebras constantes de hábitos e costumes antes cristalizados na nossa sociedade, padrões de comportamentos inteiramente distintos dos conhecidos e que levou um dos maiores sociólogos da atualidade, Alvin Toffler, ao afirmar no seu livro o Choque do futuro, que vivemos em uma época que “decretou a morte da permanência”.
Uma sociedade que não deixará raízes!
Paradigmas são rompidos, com uma voracidade inacreditável e que pode ser explicado no seguinte exemplo, ocorrido numa das nossas estradas, onde era comum, naquela época do machismo indesejável, os homens ofenderem gratuitamente as mulheres motoristas e
ocorreu quando um homem dirigindo na direção contrária a de uma mulher, colocou a cabeça para fora do carro e gritou:
-Cuidado na curva, vaca!E ela imediatamente respondeu :
-Vaca é a sua mãe, seu corno!
E esta mulher ao entrar na curva deu realmente, uma portentosa e vigorosa batida, atropelando uma vaca que distraída vagava no meio da estrada.
Não era uma ofensa e sim, uma ajuda!!!
Porém, numa sociedade em processo de mudanças, fica difícil distinguir-se e avaliar, o que era do ontem e que já passou a ser, do amanhã.
Tudo é efêmero, descartável, o novo de hoje, amanhã estará obsoleto e uma prova absurda e alarmante deste fato é a de que no Brasil já existem milhões de celulares a mais do que a sua própria população, segundo dados oficiais fato que levanta a questão de consumismo absolutamente, supérfluo,desnecessário e irresponsável.
E em todas as áreas do comportamento social isto é uma realidade para muitos conflitivas e neurotizantes, que os deixam absolutamente descompensados e emocionalmente inseguros, em pensar que estão nadando contra a onda do suposto modernismo, da moda que nos querem enfiar goela à dentro através da força avassaladora da mídia, refletido aqui no diálogo do cliente que numa consulta médica desabafa:
-Doutor , eu sou um homem doente, muito doente e pensar que já fui tão feliz!
O médico que na consulta anterior havia pedido todos os exames e constatado a perfeita higidez física do seu paciente pondera:
-Clinicamente, você esta com uma saúde de ferro, é ainda jovem e seus exames estão impecáveis.
-Doutor , eu estou doente, e preciso de ajuda.
-Mas o que você sente que o leva a acreditar nesta possibilidade?- volta a inquirir o médico.
-Eu gosto de mulher, não consigo viver sem mulher!- declara o cliente e cobrindo o rosto com as mãos começando a chorar compulsivamente!
Após a inusitada declaração o médico pondera:
-Mas isto é normalíssimo, ora eu também gosto de mulher , somos homens...
-Então doutor, ambos estamos doentes
-Por quê?
-Repare doutor, os milhões de gays que desfilam na Paulista, os milhões que desfilam na Atlântica, esta invasão de homossexuais que invadiram as praças, as ruas, os programas de televisão no qual a maioria dos repórteres de humorismo e participantes de reality show são gays e atuam em grupos, nas empresas,nas academias, nos gabinetes de políticos e o escambau, referendados, apoiados e incentivados por esta sociedade que diz que, realmente o mundo é gay, todos eles estão errados? Só nós que estamos certos? O mundo é gay,doutor!
Para e pense,caia na real dos novos tempos, nós estamos doentes, somos heterossexuais, gostamos do cheiro, dos seios,das bocas,do jeitinho das mulheres , daquelas coxas que andam por ai maravilhosas, torneadas, aqueles corpos doutor,aqueles corpos!!!
Nós estamos doentes.Maldição! – encerra o cliente sob o olhar atônito do médico

Nota da redação:Iniciamos aqui uma pesquisa perguntando se você conhece algum tratamento para a cura dos homens que ainda gostam de mulheres.




10 comentários:

lua singular disse...

Oi amigo
Ainda bem que a gente não ri com as gorduras e sim com os dentes
Tô gordinha gulosa, de dentes maravilhosos e ri pra caramba.
Valeu meu dia
Beijos
É só descer meu blog até o fim....kkkk

PAULO TAMBURRO. disse...

LUA SINGULAR,

você e suas extraordinárias metáforas e figuras.Todas excelentes!

Como excelente é seu sincero elogio que me calou fundo e que bom ajudei para o seu dia ter sido melhor.

Um abração carioca.

Jossara Bes disse...

Oi, Paulo!
Depois me conte, por favor, o resultado da pesquisa!!!
Fazer o que? Vamos dar risada, ou será que estamos mesmo doentes?
Adorei o texto!
Beijo carinhoso!

PAULO TAMBURRO. disse...

JOSSARA BES,

já estamos em fase adiantada de apuração e assim que tivermos dados mais consistentes iremos divulgar,você não vai acreditar e cada receita!!! (rs)

Depois eu conto.

Um abração carioca e tudo de bom pra você.

Tais Luso disse...

rsssss, e hoje eu precisava rir!
Você adivinhou. Mas adorei a história da vaca!
bjus.

PAULO TAMBURRO. disse...

Pois é TAIS,

e bateu de frente na pobre vaca, tenho ido leite para tudo quanto é lado ! (rs)

Um abração carioca.

sub helena disse...

Paulo, rindo aqui do outro lado da telinha...

Outro dia estava conversando com uma amiga, exatamente sobre essa temática, falávamos que daqui a pouco, teremos vergonha de nos afirmarmos heterossexuais.

Entendo e concordo, que cada ser humano, tenha direito a livre escolha de sua sexualidade, acho que essa campanha maciça envolta a homossexualidade, aflora na sociedade em que vivemos (predominantemente machista) muitos preconceitos, que creio, serão vencidos com o tempo.

Mas penso assim, todos nós como cidadãos temos direito de livre escolha, em qualquer área de nossas vidas, seja no âmbito social, profissional, religioso e/ou na sexualidade, isso é um direito garantido na nossa Constituição, mas o que não pode acontecer e é o que estamos vendo por aí (e é que se eu não concordo), se somos "contra ou a favor" da homossexualidade, somos julgados como "certos ou errados". Cada ser humano tem o direito de escolher sobre seu corpo, sobre sua sexualidade, é um escolha pessoal, íntima e acho que cabe aqui aquela frase tão popular nos últimos tempos: "CADA UM NO SEU QUADRADO!"
Adorei o texto, trouxe com o seu humor tão singular, um fato que está aí, desde que o mundo é mundo, e agora se apresenta tão atual. Muito bom mesmo.

Um abração carioca!

Cynthia Lopes disse...

Por favor, NÃO SE CUREM!
ainda existem heterossexuais no mundo.
HETEROSSEXUAIS DE TODO MUNDO, UNI-VOS!
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Outro dia fui numa reunião de família e
constatei que a única que ainda era hetero,
era: EU!kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Sem problemas, eu não tenho preconceitos, mas
por favor rapazes, não desistam.
Bjs carioquérrimos Paulo, bastião da heterossesualidade na rede!

PAULO TAMBURRO. disse...

Pois é sub helena,

é um tema controverso, seja quanto ao seu aspecto concavo ou mesmo convexo!!! (rs)

Um abração carioca.

PAULO TAMBURRO. disse...

CYNTHIA,

você esqueceu meu nome?

Sou sebastião não!!!

"Bastião", ora...

Sou paulo amiga! kkkkkkk


Um abração carioca com gosto de verão no inverno.