ARMANDINHA E SUA IDEIA FIXA.


Armandina era uma mulher muito ciumenta apesar de seu maridão o Cróvis ser homem fiel e que não deixava furo, muito menos aparecia com batom na cueca em casa. No entanto, Armandina era realmente doente e de um ciúme tanto que, o Cróvis sempre que atendia o celular em casa, para não ter problema , deixava o viva-voz ligado assim acreditava evitar chateação e desconfiança de sua amada esposa, mas eis que recebe um telefonema sobre negócios em curso:
-Cróvis? – Disse a interlocutora
-Sim é o Cróvis
-Aqui é Bernadete
-Oi Bernadete!O que manda?
-Olha queria saber se você ainda quer levantar seu negócio
-Olha Bernadete, estou desistindo
-Desiste não, vamos incrementar novas posições, investe nisso,vamos botar isto pra cima...
Armandina, escutando aquela conversa, pediu licença para o Cróvis e desligou o celular, tomando o aparelho da mão dele.
Sem entender nada, o Cróvis quis tomar satisfação:
-O que foi isso, ficou maluca Armandina?
-Maluca,  seu despudorado? Não tem vergonha de deixar eu escutar esta periguete levar estes papos sexuais, levianos e nojentos com você?
-Como assim ?
-Isso mesmo, ela não tem outro homem para levantar a “coisa” dele,fazer novas posições, tipo talvez transar dentro da máquina de lavar roupa ou com a cabeça dentro da geladeira? Seu safado, quem é esta piranha sem-vergonha?
Armandina , você enlouqueceu definitivamente, esta é a consultora de investimentos que eu visitei ontem tentando arrumar um empréstimo para incrementar o nosso negócio de salgadinhos que você vende pra fora.Cacete você desligou o telefone na cara dela. Esculhambou tudo!
-Olha Cróvis , desculpe , mas isto tava parecendo realmente sexy-fone, nossa, nunca ia pensar que era assunto de trabalho mesmo. Muito complicado, perdi a cabeça.Perdoa?

A REVOLTA DO BETO.


                                                                               



Certos casais tem suas intimidades do dia-a-dia tão conhecidas pelos vizinhos que a maioria daqueles fofoqueiros não ligam sequer o radio nem televisão,esperando os horários infalíveis nos quais a novela ao lado sempre começa.

Beto vive com Perpétua faz mais de dez anos e nada de papel passado e o escambau juntaram e acabou.Nesta sua vida de uma década de altos e baixos,Beto sempre atendeu aos pedidos da mulher amada.Um homem manso e prestativo o que não o impediu de colocar para fora (calma pessoal sem fantasias sexuais) uma mágoa aguda que o afligia.

-Perpétua precisamos fazer uma DR.

-DR? Que porra é essa Beto? Ontem fiz omelete de linguiça que você tanto gosta e ainda, hoje tô preparando uma dobradinha caprichada e ainda quer que eu faça DR? Não sei fazer isso.

-Querida, DR é discutir a relação, a nossa relação,melhorar as coisas,entendeu?

-Tá bom o que tá pegando Beto? Sexo eu tô sempre aberta

-Abertíssima Perpetua! Mas não é isso.

-Agora sexo anal só muito eventualmente meu caro...

-Pára Perpetua só pensa em sacanagem.Estou magoado com você e sabe a razão?

-Se você não falou, como posso saber?

-Então, lembra quando eu fiz aquele curso de radio e televisão pra consertar os aparelhos aqui de casa quando quebram e mais curso de refrigeração pra consertar ar-condicionado,aprendi a mexer na máquina de lavar roupa, o ferro de passar roupa eu uso de forma econômica como você me ensinou sem ficar ligando e desligando?No inverno do ano passado fiz curso de tricô e você hoje não precisa mais comprar roupa de frio?

-É verdade você fez sim, e daí eu agradeço pois,sou muito friorenta

-Esqueceu que fiz curso de crochê e bordado para enfeitar os lençóis , a nossa roupa de cama,seus paninhos de prato...

-Tá Beto evolua , ta muito demorado.

-Pois é Perpétua sabe quantos homens tinham no curso de crochê? Só eu, e também no de tricot? E no de bordado? Nesse era eu e uma senhora de mais de oitenta anos.

-E daí , ainda não alcancei onde quer chegar Beto.

-Pois é Perpétua, você me obrigou a fazer curso de cabeleireiro e corto o seu cabelo e das vizinhas, das suas amigas...

-E ganhamos um dinheirinho com isso.

-Ganhamos, mas eu ando muito magoado com você Perpétua, afinal, sua mãe quando vem aqui eu pinto o cabelo dela e as unhas das suas irmãs sou eu quem faz e tudo de graça.

-Você queria cobrar estas besteirinhas da minha família,Beto?

-Não! Mas apesar de estar terminando o cursinho de maquiagem que você pediu, somente este mês você me chamou de machão dezoito vezes e sempre com aquela cara de quem vai avançar pra cima de mim.Ando magoado e se eu fosse machão não estaria atendendo tudo que você me pede...

-Ah, é isso? Desculpe Beto.Esquece! Vem fazer a minha sobrancelha e depois vamos dar uma "rapidinha",quer?

-Tá bom querida.

-Mas, eu por cima...adoro!

DRIBLANDO A CENSURA.




                                                                                   
Bertolucio era desses professores da língua portuguesa severos e conservadores.Religioso extremado os seus alunos universitários temiam quando ele pedia na prova uma redação e nada mais. Redação essa que valeria de um a dez pontos, portanto fundamentais para aprovação.
No entanto, Bertolucio se notasse que o aluno estava escrevendo bobageiras e abordando assuntos de forma pornográfica , lascava direto um zero, pois, não admitia de forma nenhuma condutas imorais. Porém, como em todas as turmas tem sempre aquele que deseja desafiar o mestre, descumprir suas ordens enfim, botar as manguinhas de fora Deocleciano era um destes alunos desafiadores da autoridade e numa das redações de tema livre pedidas pelo Bertolucio, o tal do Deocleciano com muita dose de cinismo e hipocrisia transgressora deu este instigante titulo a sua redação : A bunda!
Pelo inusitado da ousadia abaixo transcrevemos esta pseudo peça literária.
"Caro mestre, trataremos aqui de uma bunda de formato preferido dos homens ou seja, a redonda com excepcional simetria na distribuição de  gordura entre as suas partes superiores e inferiores e aquela excelente projeção para trás, dando-lhe a inclinação  sensual e estrategicamente ousada por ser empinada.
Caso minha descrição não esteja ricamente detalhada lembro estar me referindo as bundas que  as gostosas como a Kim Kardashian, Beyoncé, Jennifer Lopes e nossa bunda pátria inigualável e tão fartamente homenageada da Annita , ostentam.
É desta bunda que estou falando!
Mestre fico imaginando quantos homens as desejam, sinceramente, na universal posição dogstyle.
Imagine-as ainda. respeitosamente mestre, bronzeadas pelo verão e ostentando aquelas marquinhas brancas consequência do uso de um minimo e ousado fio dental. E pensar o desafio que representam para serem conquistadas, dominadas  e finalmente de forma prazerosa possuídas além do inegável método contraceptivo que por sua própria natureza oferecem, tipo, prazer sem culpa e nem maiores consequências.
Fui levado a escrever estas considerações chulas, inapropriadas e condenadas pelo nosso emérito titular de nossa cadeira da língua portuguesa, restrições estas com as quais concordo plenamente,para tão somente ir ao assunto e de forma a mais profunda possível na temática da atração sexual por bundas que, cientificamente chama-se Pigofilia.
Agora, caso o agente da ação se satisfaça apenas em passar a mão é um fetiche chamado Pigotripsia lembrando que, como o mestre ainda não nos tinha ensinado, descobri que a palavra bunda deriva dos escravos africanos angolanos e cabo-verdianos também chamados de bundos  e o seu idioma era coincidentemente, bunda que aqui aportaram n época da colonização brasileira.
A mulheres bundos tinham nádegas avantajadas e quando passavam os portugueses abestalhados exclamavam: Que bunda!
Pronto, a coisa pegou  e  com a devida vênia espero que o mestre também aprecie esta "inocente" parafilia".

UMA DAS MELHORES PIADAS DISPONÍVEIS!



Em um certo dia Sherlock Holmes e o Dr. Watson foram acampar, nos arredores de Londres. Eles montaram a sua barraca de camping, e depois prepararam uma boa refeição. Conversaram um pouco, sobre crimes já solucionados, e deitaram-se para dormir, no interior da barraca de camping. Lá pela madrugada Sherlock Holmes acordou, chamou o seu fiel amigo, e lhe disse:

— Meu caro Watson, olhe para cima, e me diga o que você está vendo.

O Dr. Watson esfregou os seus olhos, ainda meio sonolento, e lhe respondeu:

— Eu vejo milhões de estrelas.

Então Sherlock Holmes lhe perguntou:

— E você sabe o que significa isso?

Por uns instantes o Dr. Watson observou todo aquele lindo firmamento, e depois disse:

— Bom, de acordo com as minhas observações, eu cheguei às seguintes deduções: 1) De acordo com a Astronomia, isso significa que podem haver milhares de galáxias, e milhões de planetas. 2) De acordo com a Astrologia, isso significa que Urano está em linha com Netuno, e que teremos um dia de muita sorte. 3) De acordo com o Tempo, isso significa que agora são mais ou menos quatro horas e quarenta e cinco minutos da madrugada, pela posição em que se encontra a Estrela Dalva. 4) De acordo com a Teologia, isso significa que só um Deus Todo poderoso poderia ter criado toda esta maravilha que estamos observando. 5) De acordo com a Meteorologia, isso significa que amanhã nós teremos um dia claro, com uma temperatura agradável. 6) De acordo com a Poesia, isso significa que terei inspiração para escrever lindos versos para a mulher que eu amo.

Terminada a sua explanação o Dr. Watson olhou para Sherlock Holmes e lhe perguntou:

— E então, eu fui bem na minha exposição?

Por uns dois minutos Sherlock Holmes ficou em silêncio, olhando para cima. Depois, sem tirar os seus olhos do firmamento, ele disse para o Dr. Watson:

— Meu caro Watson, você é um grande idiota! Se você está olhando para cima, e está vendo milhões de estrelas, isto significa somente uma coisa: Isso significa que roubaram a nossa barraca de camping, pombas!

DAS BONECAS AOS VIBRADORES.





Confesso minha absoluta apatia intelectual para exercer a necessária atualização do noticiário do dia-a-dia desde que, a imprensa brasileira - e não é diferente no resto do mundo- passou a ter manchetes sobre uma realidade politica enfadonha ou aquelas necrológicas listagem de mortes,violência,feminicídios, roubos,apreensão de toneladas de drogas e prisão deste ou daquele líder de facção, dentre outras mazelas das quais lhes confesso estou de saco cheíssimo e transbordando!
Eis que, neste exercício matinal de sofrimento e atualização dos fatos encontro na Folha de São Paulo o inesperado que me trouxe surpresa e arroubos de estranheza e algumas risadas.
Tomamos conhecimento que, em Osasco uma oficina de reparos de singelas e adoradas bonecas das menininhas inocentes o maior lucro da loja passou a ser o conserto de vibradores dos adultos carentes de mulheres não mais tão inocentes assim e homens que com eles se divertem como podem!
Alguns detalhes da matéria são interessantes e denotam ansiedade e necessidades incontroláveis como aquela que destaca, ficarem as bonecas encaminhadas para consertos,  às vezes, até alguns meses esperando nas prateleiras pelos donos, já em relação aos vibradores os reparos são pagos adiantados e no dia que ficam prontos são imediatamente resgatados pelos afoitos usuários.
Ao encaixe perfeito e a dificuldade dos usuários encontrarem outros vibradores que os satisfaçam constituem-se nas razões principais para que o útil aparelho não durma muito tempo na oficina.
Uma forte sentimento de ciume e comiseração devem também fazer parte deste resgate imediato afinal,só em pensar que aquelas fontes de prazer incomuns encontram-se agora sendo manuseados por mãos alheias e abertos ,futucados ,reparados e violentados por ferramentas grosseiras certamente,afligem e cortam de desesperos os corações daqueles que os tratam com tanta afetividade.
Pois é,um noticiário diferente é sempre bom para amenizar o nosso desprazer pelas repetidas mazelas humanas e muito maior o seu significado ainda, quando sabemos que o personagem do conteúdo costuma invadir literalmente de prazer as partes envolvidas.
Se é que me fiz entender!



JOÃO GILBERTO COM HUMOR.





Grande João Gilberto, você foi na hora certa cumprindo a  sua conduta chamada excêntrica marca genial da sua personalidade, afinal se estava fazendo show e alguma garganta atrevida tossia , ou aquele outro atendia ao celular estressado e apressadinho aplaudia você no meio da musica o que fazia? Levantava-se e ia embora! João você não aguentava barulho de gente comendo amendoim, pipoca ou chupando cana durante suas impecáveis  apresentações. Será que era difícil perceber que ali estava o Deus da bossa nova, o mais diferente de todos em todos os jeitos e trejeitos e internacionalmente aplaudido, reconhecido, amado e respeitado musico, verdadeiro patrimônio da humanidade? Sua excentricidade aos 88 anos não resistiu continuar tocando e cantando para esta platéia medíocre que se tornou a sociedade brasileira que prisca era você tanto amou.Mas de saco cheio  com a impossibilidade de sentir saudade  desta lenga -lenga de feminicidos, fascismos de lá, comunismos de cá, vieses ideológicos que se tornou a palavra mais pronunciada neste Brasil do ódio e separado ,cindido, dividido e perdido na mediocridade de quem quer a posse e o porte de muitas mais armas para matar.Não aprenderam com você a máxima de que: “quem quer todas as notas fica numa nota só”. A nota da corrupção!

                                                                                         

Você não aguentou,olhou de soslaio aquela porcariada e levantou,colocou o violão no ombro e mandou esta gente pobre de cabeça congelar neste inverno. Esses caras acreditam que, é possível ao contrario do que você propunha, viver felizes sozinhos e mergulhados nos bilhões roubados da merenda escolar.
Tanta insensatez, não é João?
João, você sempre foi assim e agora  sentia-se perturbado para ir embora  se  lixando para se a justiça tinha tirado a venda e não era mais cega, se  o tal do Maia continuava brincando com seu exercito de Brancaleone contra meia dúzia de políticos ordinários,interesseiros,intragáveis. E você o rei da sonoridade da bossa-nova não aguentava mais ouvir em reforma da previdência neste país caótico, assustado e mergulhado numa economia estagnada com treze milhões de desempregados e um porrilhão de desalentados.
“Desalentados” daria mote para uma nova musica, João? Você nem quis saber? Com certeza!
João você sempre soube a hora de deixar para trás os intrusos que não lhe permitiam usar este ouvido absoluto e seus dedos mágicos dedilharem ao som desta voz que jamais ninguém ousou criticar pela suavidade, beleza e afinação impecável e agora não foi diferente.
Levantou-se e foi embora para sempre!



MODUS IN REBUS.

                              



Sinceramente nunca entendi muito bem o significado deste termo jurídico metido à besta e com ares indecifráveis de tradução para nós outros que nas aulas de latim ficávamos conversando com a menininha gostosa do lado.Mas eis que num esforço sem precedentes e gastando a metade da dinheirama que o Sergio Cabral comprou de joias para a nossa primeira dama, coloquei a minha imensa equipe de pesquisadores na rua para solucionar o problema e chegamos a conclusão que modus in rebus é uma locução latina.
Ora, que descoberta mais idiota não é?
Quem diria tratar-se de uma expressão chinesa, grega, quiçá turca ou polonesa? Alguns dos nossos pesquisadores chegaram até a pensar em pedir para que o Odebrecht nos enviasse alguns milhões de dólares para dar continuidade as pesquisas, porém não permiti, não admiti mesmo, que aqui se criassem dificuldades para gerar mais tarde, facilidades, absolutamente e em alguns minutos descobri tudo no Google.
Realmente é uma locução latina que significa: "há medidas nas coisas", "para tudo deve haver moderação" e ela é encontrada nos escritos de Plauto, Poenulus e Horácio alguns pilares básicos do latim clássico  esta verdadeira joia da roma antiga.
Pô me lembrei novamente da mulher do Sergio Cabral.Maldita ideia fixa!
Eu tenho certeza que esta informação sobre o significado de modus in rebus irá mudar definitivamente a vida de todos vocês e amanhã quando acordarem ninguém será o mesmo, pois, finalmente, desnudamos a verdadeira essência do significado deste troço que nos atormentava!
Entre os menos cultos existia até a falsa ideia que  isto significava algo de natureza sexual e ligado a rabo!
Afinal, brasileiro só pensa nisso, mas quanta falta de sabedoria e ignorância, não é minha gente?
Eu mesmo certa vez presenciei uma conversa entre dois participantes do BBB no qual um deles confessava que permitia "eventualmente" brincadeirinha tipo modus in rebus nele o que levou o outro até a encostar-se na parede dizendo que estaria protegendo o seu!
Momentos obscuros da cultura nacional.
Tristes episódios da inteligência pátria,muito pior do que aquele lastimável momento  de uma briga de rua entre dois camelôs no qual gritava para o outro:
- "Vá tomar no seu modus in rebus".
E o outro colérico e contido pela população, repetia :
- É seu otário, eu já comi muito o da sua mãe, seu safado!
Quanto desconhecimento e baixaria e por esta razão, o valor incomensurável desta nossa pesquisa, para todos.
Esperamos estar contribuindo,portanto para a sedimentação da nossa verdadeira vocação de povo culto com estas nossas descobertas  assim como o fizeram , Machado de Assis,João Guimarães Rosa, Cecília Meireles entre tantos outros.
Simples não é? Modus in rebus quer dizer que deverá haver medidas nas coisas e  moderação.
À partir de hoje meu amado povo brasileiro quando alguém souber que sua companheira o está traindo com o vizinho ou seu companheiro ao qual você sempre se orgulhou dizer que é fiel , na realidade descobriu que ele da ré no quibe, ou seja, é uma boneca despudorada,tenha calma, moderação,respire fundo,recite muitos mantras e acima de tudo muito, muitíssimo, modus in rebus.
Aproveite até desta nefasta situação o que de melhor ela tiver e com muita moderação pegue,por exemplo o quibe e faça um belo prato com cebola,pasta de grão de bico e regado com muito azeite!
Este é apenas um pálido exemplo do que, sua criatividade baseada no modus in rebus poderá ser capaz de mudar definitivamente sua vida, tanto nos  modus e principalmente, na preservação do seu rebus.
Mas, apesar de toda esta discussão filosófica , etimológica e cultural é sempre bom ficarmos atentos também, no nosso dia-a-dia para este secular dito popular: Rebus de bêbado não tem dono!
Já pensou se de repente fazem uma nova reforma ortográfica?
Quer que eu minta?



AMOR SUFOCA?




                                              
Apaixonadíssimo por sua mulher Angelina, o tal do Alberto, na intimidade simplificado para somente Beto, vivia com  obsessões mais ou menos  mórbidas e que aqui sim, diferentemente das gravidezes femininas nos seus complexos estados gestacionais ou elas estão ou não estão.Ponto!
Porém,em alguns tipos de patologias mentais persistem as incertezas e o não pode não ser o todo , podendo até mesmo ser fatiado e servido ao delirante, como nas saborosas pizzas mezzo a mezzo. Afinal,quem já não ouviu a expressão:
-Ih aquele cara é meio maluco!
Então, Beto era meio maluco de fartos amores por  sua amada e bastava olhar para aquele rosto que lhe vinha a mente idéias, frases,comportamentos e ele soltava literalmente a franga, na tentativa de agradar a doce mulher e sem pensar muito pois, este não era seu ponto forte.
Sem dominar de forma correta a língua pátria certa vez numa roda de amigos disse que sua companheira era mais inteligente que kafta, querendo dizer, como também não o fez, o mais ou menos inculto, Ministro da educação ao confundir em solene discurso a saborosa carne no espeto árabe, com o pensador: Kafka!
Angelina, mulher letrada,com a bolsa cheia de diplomas não-falsificados de Harward , andava sufocada com o Beto, afinal ela precisava daquela liberdade,liberdade, que abrisse as asas sobre ela e que fez a Imperatriz Leopoldinense ser campeã do carnaval com este grito libertário e contido no seu samba- enredo.
Ah, o amor! Quem o sente deveria ser tão pleno,completo e feliz porém, em certas situações de pegações  gosmentas e excessivas tornam-se impulsos incontroláveis ,pelo ao menos para mulher do Beto!
Uma vez Angelina já tinha conversado com o Beto de que ela estava de saco cheio do comportamento dele e foi bem clara ao esclarecer que não era uma arma e ele jamais teria a sua posse muito menos o seu porte para usá-la na cintura.
Beto sofreu demais!
Mas, no dia seguinte eufórico enquanto Angelina no fogão preparava um omelete de queijo que ele tanto apreciava, veio por trás insinuando-se criativo e disse que tinha encontrado a solução, nada de posse, nem porte de arma nada disso, absolutamente, o que causou intensa alegria em companheira.
Como já tinha agradado e  ao invés de calar a boca finalizou: - Quero que você me carregue bem apertadinho na sua cintura. Quero estar sempre com você!
Angelina,deixando o omelete queimar disparou:
-Ah, sim seu  idiota! Agora quer  me transformar numa mulher pochete? Esquece Beto você é um mala, macho insuportável controlador e me sufoca!



A MADRINHA DO SAMBA BRASILEIRO,VIVE!




SEM PALAVRAS...

                                                                         


ELIZABETH SANTOS LEAL DE CARVALHO, BETH CARVALHO
05/05/1946  - 30/04/2019.



Relacionamentos humanos são atraentes,instigantes,trazem sempre esta ou aquela novidade .
Nossa como são dinâmicos!
Às vezes até demais com suas constantes e sempre inesperadas surpresas como o caso daquele casal quando ele pergunta para ela numa numa fria manhã de inverno e após trinta e oito anos de casados:
-Minha querida você ainda me ama mesmo?
-Claro, amor sou uma mulher feliz, aliás faz um favor pra mim?
-Faço
-O secador de roupa caiu, recoloca pra mim?
-Agora.
Em pouco tempo lá estava aquela verdadeira obra de arte consertada.
Aproveitando, ele espera uma recompensa e volta a bancar o menino carente:
-Gosta mesmo ou só está sendo gentil, depois de tantos anos de estarmos juntos?
-Ah, que conversa boba.Falta de assunto.Aproveita,e veja se você consegue colocar a máquina de lavar pra funcionar de novo, ia te pedir ontem.
-Vou consertar..
E o prestativo maridão, após uma hora de árduos esforço e demonstrando um pouco de cansaço e algumas marcas de graxa na cara, dá a boa noticia:
- Pronto, está funcionando.
Ela empolgada, retribuiu com afagos:
- Merece um beijinho.
-Beijinho?Nada disso quero agora um rala e rola bem gostoso, minha deusa.
-Agora não querido, e ,veja se consegue desentupir a pia da cozinha, está com água cheia de gordura  e restos de comida ,transbordando desde ontem...
-Vou conseguir.
E após algum tempo e todo  molhado com a roupa encharcada de gordura e alguns espaguetes e pedaços de tomates dependurados na camisa e na calça, restos mortais da macarronada de ontem, ele exultante da a boa nova a sua mulher:
-Pronto, desentupi e agora da até um um avião passar por aquele ralo.
-Que exagero querido, mas nossa você está todo emporcalhado , precisa se sujar todo assim?
-Faço tudo por você , mas diz que você ainda é  minha amada amante.
-Você sabe que sou, mas mô aproveita que você está com cheiro de esgoto da pia e muda rapidinho as telhas do telhado que quebraram e você ia fazer semana passada.Vem chuva por aí.
-O que pensa que eu sou?Vai pedir mais, mais , mais? Quer que eu pinte a casa agora? Troque o piso da varanda?Faça um galinheiro no quintal?
-Galinheiro no quintal ? Não entendi, que bobagem...
-Bobagem coisa nenhuma e pra botar sua mãe lá dentro.
-Ofendendo novamente minha mãe, seu safado?
-Não, ofendendo nada, estou apenas retribuindo o "amor" que você demonstra ter por mim.Amor muito prático e absolutamente escravo.E quem foi que te educou assim?Compreendeu onde é o lugar dela? Aliás,o de vocês duas,suas desumanas, insensíveis.
-Mas o que  minha mãe tem com isso?
-Não conhece aquela frase:"Tal mãe , tal filha?" 
Loucas!Deveriam fazer tratamento,rapidinho!

AVISA QUE VAI CHEGAR MAIS CEDO!

                                                        
                                                                     

Manda a boa ética da convivência entre os casais que, quando existe alguma mudança repentina de horários, seja na chegada ou saída dos cônjuges (eta nome esquisito!) de casa que, aquele que sem combinar, mudou seus tradicionais e arraigados hábitos e para não ser um estorvo na vida da limpeza e arrumação diária do lar, avise ao outro, tipo:
-Olha amor tô chegando agora.
Não custa nada fazer isso, é um sintoma saudável de respeito, mesmo na sua própria casa,  e se tivesse feito isto, aquele homem, absolutamente fora do horário de rotina de voltar para casa, jamais teria escutado o que não queria, pois ,ao entrar  viu a porta  do quarto fechada e lá dentro sua companheira, falava:
-Seu safado, eu vou te ensinar a não fazer mais isso. Não vou mais confiar em você seu vagabundo, mal agradecido, ingrato pois, mesmo eu deixando você desfrutar da mordomia desta casa é assim que você agradece? Já pensou se falo com o meu marido esta patifaria que  você acabou de fazer comigo? Já pensou na desgraça que haveria?


Do lado de fora o companheiro não acreditava no que estava ouvindo. Como supor aquele tipo de deslealdade da sua mulher, após tantos anos morando juntos e devotando integral  fidelidade a ela.
Com  o sangue subindo à cabeça, foi até o esconderijo na cozinha onde guardava sua arma, a empunhou e quando já se dirigia para o quarto, de porta trancada, ouviu este derradeiro desabafo:
-A culpada fui eu, deveria tratar você como você é, mas sempre achei que dar meu amor irrestrito a você, seria um ato até de piedade, pois, você nunca largou da minha saia seu ingrato, jamais aceitou eu não querer mais você. Nossa, como eu me arrependo de deixar que isto tenha acontecido e dentro da minha própria casa.
Não aguentando mais aquilo, o homem atirou na fechadura numa reação típica de cassada policial e quando entrou viu sua mulher de quatro olhando para debaixo da cama que assustada disparou:
-Enlouqueceu homem?
-Quem está aí debaixo da cama? Quem é este maldito safado, sua traidora?
-Quis saber ensandecido o cara e babando mais que criança recém-nascida.
E mesmo antes dela responder, ao olhar para cima da cama viu uma bela e extensa urinada de cor amarelada forte, típica e que denunciava, pelo odor, o causador de tudo aquilo: Seu estimado e lindo cachorrinho.
E vocês aí, já estavam pensando no pior.
Fala sério!